sábado, 31 de Maio de 2008

Abril chove para os homens e Maio para as bestas

Procurei nos provérbios portugueses alguma explicação para o frio e mau tempo que vivemos neste país neste mês de Maio. Não encontrei nada melhor que o título.

De acordo com os valores registados, e porque este dia de Sábado nada alterará, as temperaturas máxima e a mínima ficaram sempre abaixo do valor médio dos últimos 30 anos.

Venha daí algum aquecimento, que precisamos todos um pouco de praia...

http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=95515&tab=community

Prédio Coutinho nunca devia ter sido construído

A afirmação é do nosso Ministro do Ambiente, um tal Nunes Correia... Considerou-o o "maior aborto urbanístico" do centro histórico de Viana de Castelo. Se é assim, proíba-se o aborto. Classificou-o com uma "dissonância arquitectónica num dos maiores bairros medievais" do país. Deve ser por estar em Ponte de Lima, e confundir com Viana do Castelo...

Em que país vive este senhor? Nunca deve ter estado em Viana do Castelo... Se ele olhar para o monte da Santa Luzia, verá umas ventoinhas a conspurcar a paisagem. Se ele olhar para o molhe, deveria enviar, para onde eu não sei, os estaleiros. Se olhasse para ele, e o escutasse, despacharia-o para o mais distante monte alentejano.

Alguém nos livra desta gente???

ww1.rtp.pt/noticias/index.php?article=348625&visual=26

Neve, e mais neve...

Era uma vez uma prova de ciclismo, nos EUA, que ultrapassava dois picos de montanha. Este ano, com quase 40cm de neve, foi cancelada. Pela primeira vez em 37 anos...

www.bicycleretailer.com/news/newsDetail/1388.html

quinta-feira, 29 de Maio de 2008

Híbridos perigosos

Os que vivem próximo dos postes de alta tensão queixam-se, e quase de certeza com razão, dos malefícios que advém da proximidade de campos electromagnéticos.

Um artigo muito interessante do NY Times chama a atenção para problemas semelhantes nos híbridos. Medições efectuadas por curiosos revelam valores muito elevados. E onde há fumo costuma haver fogo. Os construtores negam qualquer possibilidade de problemas para a saúde. Onde já ouvimos isto?

www.nytimes.com/2008/04/27/automobiles/27EMF.html

Gelo no Árctico?

A falta de gelo no Árctico é uma das bandeiras dos ecologistas da treta. Que ele vai acabar. Que os ursos polares vão acabar. Que as maiores desgraças vão acontecer...

Por isso é bem interessante verificar o que acontece aos aventureiros que se metem com o Árctico. Já aqui observamos há uns dias o que aconteceu a uma aventureira. Agora outros aventureiros ficaram presos num potente quebra-gelos durante quase uma semana.

Bem feito!

www.theglobeandmail.com/servlet/story/LAC.20080524.TRIPPING24/TPStory/

Mais sobre a especulação nos combustíveis

As explicações para a subida dos combustíveis são mais que muitas. Cada um tem a sua teoria, e os culpados são sempre os outros. Cá em Portugal é como chover no molhado. Nos Estados Unidos, a dependência do petróleo foi resumida de forma eloquente:

I mean, c'mon - 34 years of no action! No drilling off any coast anymore [thank you Nancy, Jeb & Co.], don't touch ANWR [thank you Dems], no nuke plants in our backyard [thank you Jane], no wind farms near Cape Cod [thank you Ted] and no more fossil fuels at all [thank you Al]. In the meantime, strategic interests owing to our own shortsightedness have us at war for the stuff [thank you George I and II].

http://seekingalpha.com/article/78356-thursday-outlook-crude-awakening
http://finance.yahoo.com/expert/article/stockblogs/84118

Contrabando de combustíveis

Quando ouço falar de contrabando, regresso ao passado, há 50 anos atrás, quando isso era combatido pelo Estado Novo. Mas hoje, é diferente. Vivemos na Europa, mas somos vizinhos de Espanha. As petrolíferas queixam-se de falta de vendas em alguns postos de venda, e fazem queixinhas ao Ministro...

O que faz o Ministro das Finanças? Lança uma mega-operação ao contrabando. Não há dúvidas de que lado ele está!

http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=922267

terça-feira, 27 de Maio de 2008

O asfalto quentinho

Já aqui havíamos falado sobre a problemática do efeito UHI, e como as estações de monitorização global das temperaturas tem estado a ser afectadas pela proximidade dos meios urbanos. Havíamos igualmente falado do excelente projecto www.surfacestations.org.

Agora chegou uma prova simples mas eficaz do efeito UHI. Munido de equipamento barato, um tal David Smith, demonstra com uma experiências simples, ao alcance de qualquer miúdo do secundário, a total extensão do problema. Não há realmente dúvida do que o aquecimento global que temos vivido advém do resultado e da proximidade do homem, e também do asfalto quentinho.

http://wattsupwiththat.wordpress.com/2008/05/26/the-parking-lot-effect-measurement-bias-in-locations/

segunda-feira, 26 de Maio de 2008

Não, não somos os únicos

Não somos os únicos a desesperar pela chegada da Primavera. Na Gronelândia, as primeiras flores deviam estar a florir. Mas estão enterrados em neve...

www.kuummiut.com/2008/05/oh-what-beautiful-morning.html

quinta-feira, 22 de Maio de 2008

Limite da estupidez

Já aqui falamos no passado sobre Tim Flannery. O ecologista em fuga, mas que está de volta. Com uma proposta de bradar aos céus. Literalmente. Despejar na atmosfera gases sulfurosos (baseados em enxofre), para impedir o aquecimento proporcionado pelo Sol.

A visão do futuro de Tim Flannery é eloquente: até a cor do céu pode mudar. Ele fala em consequências desconhecidas. Todavia, todos sabem que o problema das chuvas ácidas já foi resolvido há anos...

O que motiva estes palhaços? Parece-me fácil: o mundo está a arrefecer, e eles tem que arranjar uma justificação rápida para isso. Que lhes permita salvar a face, e dizer ainda que tinham razão.

Não o vão conseguir!

www.news.com.au/heraldsun/story/0,21985,23732192-5000117,00.html

Mais um mau exemplo de biocombustíveis

Em 10 anos, entre 1995 e 2005, os correios dos EUA compraram cerca de 30000 veículos movidos a etanol. Qual o resultado? Maior consumo de combustível, e menor eficiência na distância percorrida por galão, até 29% menos...
E agora? Estão a pensar comprar veículos eléctricos...

www.bloomberg.com/apps/news?pid=20601103&sid=aj.h0coJSkpw&refer=us

Mobilidade insustentável

A Quercus apresentou 10 medidas supostamente fundamentais para a mobilidade na Área Metropolitana de Lisboa. Coisas tão ridículas como sugerir a não atribuição de carros aos funcionários de topo das empresas, e obrigá-los a andar de transportes públicos. Ou então a introdução de portagens à entrada da cidade, numa era pós-Livingstone. Será que eles ainda não perceberam que os Portugueses já não suportam mais impostos?

O que a Quercus não apresenta é o que realmente faz falta à cidade. A finalização da CRIL mereceria largamente um ponto por si só, e não a excepção referida. Deveria trabalhar-se dia e noite para a concluir. Uma muito maior inteligência dos semáforos resolveria inúmeros problemas. E a utilização de garagens para o que realmente servem, em vez de servirem de instalações adicionais, muitas vezes inadequadas à presença de pessoas, seria outra medida muito importante. E mais túneis, definitivamente muitos mais, para esta cidade de sete colinas!

www.quercus.pt/scid/webquercus/defaultArticleViewOne.asp?categoryID=567&articleID=2436

segunda-feira, 19 de Maio de 2008

Via Verde da nova geração

Tudo serve para chamar a atenção. O presidente da Brisa, Vasco de Mello, deu ênfase na inauguração da A29, à Via Verde da nova geração, "que permite a redução na emissão de dióxido de carbono, por se evitar a paragem do veículo".
Para mim, a Via mais Verde não tem qualquer mais valia nesse domínio. Para quem quiser ir ao Porto, ou voltar, nos próximos tempos, já não digo o mesmo. Evitem a A1, e praticamente não pagam portagens entre Mira e o Porto, excepto num pequeno troço de pouco mais de 10Km. Isso sim, é que é uma mais-valia!

http://jn.sapo.pt/2008/05/18/pais/troco_a29_entre_aveiro_e_estarreja_p.html

Bolha nas renováveis

No dia em que arrancou a venda das acções da EDP Renováveis, há a destacar um relatório da KPMG que alerta para a possibilidade de uma bolha no sector das renováveis. Os investidores começam a interiorizar que algo não está bem, e não está mesmo... Sobretudo para os investidores na Iberdrola Renovables!
Conforme pode ser observado no referido relatório, a EDP foi a empresa que fez uma das maiores aquisições até ao momento, relativa à Horizon Wind Energy. Portanto, na lógica da bolha, quanto mais alto se sobe, mais se cai.
O que mais impressiona no relatório é que ele já está desactualizado. A tecnologia em que o consenso da aceleração é mais significativo, a dos biocombustíveis, já estoirou. As outras vão seguir-se rapidamente, sobretudo a partir do momento em que os contribuintes verificarem que os seus impostos estão a ser desviados para a especulação bolsista!

http://diarioeconomico.sapo.pt/edicion/diarioeconomico/edicion_impresa/destaque/pt/desarrollo/1124790.html
www.kpmg.com/NR/rdonlyres/6E3FB5DB-001C-41DA-AAF2-519261BE50B3/0/Turninguptheheat.pdf

sábado, 17 de Maio de 2008

Tributação ambiental

Num tempo em que os alemães, ingleses, etc., já fazem marcha atrás, há alguns eloquentes portugueses que acham que nós devemos cometer as mesmas barbaridades dos outros. Sérgio Vasques, professor da Faculdade de Direito de Lisboa, acha que devemos ter mais taxas e taxinhas ambientais. Nos recursos hídricos, deve alargar-se a tributação da água a todos os sistemas susceptíveis de ter impacte no ambiente. Alertou para a necessidade de aperfeiçoar o sistema de tributação automóvel. Arescentou ser também necessário pensar na tributação das grandes áreas pública. Não há pachorra...

www.ambienteonline.pt/noticias/detalhes.php?id=6555

Por qué no te callas?

A afirmação podia aplicar-se ao nosso ministro das Finanças. Afirmou, em relação ao protesto dos taxistas (e de todos os portugueses em breve), que "Não vejo porque é que todos os contribuintes têm de subsidiar uma actividade particular".

O problema do ministro é que ele se esqueceu que todos nós portugueses estamos a subsidiar determinadas actividades particulares. A microgeração e as energias ditas verdes, em particular, nos temas da energia, deviam ser melhor dominadas pelo ministro.

Em Portugal não há números. Mas nos Estados Unidos foi recentemente revelado o nível de subsidiação da energia. O resultado é escandaloso:

Produção de Energia Eléctrica:

Carvão Limpo: $29.81 por MWh
Energia Solar: $24.34 por MWh
Eólica: $23.37 por MWh
Nuclear: $1.59 por MWh
Hidroeléctrica: $0.67 por MWh
Carvão "Normal": $0.44 por MWh
Gás Natural: $0.25 por MWh

Combustíveis:
Biocombustíveis: $5.72 por BTU
Energia Solar: $2.82 por BTU
Carvão Refinado: $1.35 por BTU
Gás Natural e Petróleo: $0.03 por BTU

www.correiomanha.pt/noticia.aspx?channelid=00000021-0000-0000-0000-000000000021&contentid=B80CFB0E-A288-4E9E-A831-8C3D46823D54
http://online.wsj.com/article/SB121055427930584069.html

quarta-feira, 14 de Maio de 2008

O preço da gasolina

O nosso primeiro está na Venezuela. A fazer umas negociatas. Mas as notícias mais importantes são as dos custos dos combustíveis. Para quem não sabe, para aqueles lados, um litro de gasolina custa cerca de 3 cêntimos. Ou seja, atestar um depósito na Venezuela, custa tanto como um litro em Portugal.

Ora, se eles têm os mesmos custos, e se isso inclui a refinação do produto, onde está o gato? Na verdade, a diferença é explicada pelo transporte do crude, impostos e lucros das petrolíferas. Como a primeira componente é negligente, assim dá para perceber como nos roubam...

http://diarioeconomico.sapo.pt/edicion/diarioeconomico/edicion_impresa/destaque/pt/desarrollo/1122569.html

sábado, 10 de Maio de 2008

A Ficção Científica de Al Gore

O livro de Marlo Lewis, "A Ficção Científica de Al Gore", com tradução portuguesa, está a chegar às livrarias. Confesso que não li a versão original, mas vou aproveitar para dar uma vista de olhos à versão portuguesa, pois são identificadas no livro/filme "Uma Verdade Inconveniente" 26 afirmações distorcidas, 17 enganosas, 10 exageradas, 28 especulativas e 19 erradas.

Se isto não bastasse, a tradução é de Rui Gonçalo Moura e de Jorge Pacheco de Oliveira, que procuraram auxiliar os leitores enriquecendo o livro com uma centena de notas de pé-de-página.

Parabéns Rui & Jorge!

http://mitos-climaticos.blogspot.com/2008/05/fico-cientfica-de-al-gore.html

Despistados

O nosso ministro do ambiente tem andado meio despistado. E ontem despistou-se mesmo. Na A6, perto de Vendas Novas. Pelos relatos, despistou-se numa recta, tendo o carro, um Toyota Lexus, ficado totalmente destruído. Pouco depois, outro político, do PSD, despistou-se próximo do local.

Os media reportam que as causas dos acidentes são desconhecidas. Mas todos sabemos como eles passam por nós nas auto-estradas... Ao menos o ministro devia dar o exemplo, poupando o ambiente. Mas não. Pode ser que aproveite para comprar um Prius, mas pelas razões óbvias, não me parece!

http://diario.iol.pt/sociedade/nunes-correia-ministro-do-ambiente-lexus-acidente-a6-evora/950310-4071.html
http://dn.sapo.pt/2008/05/10/nacional/ministro_ambiente_apanha_susto_acide.html

Aventureiras

Era uma vez um sonho de ser a primeira mulher africana a atravessar a Gronelândia a pé. Era outra vez o sonho de uma australiana ser a segunda. Estavam esperançadas em chamar a atenção para o Aquecimento Global, que supostamente está a criar graves problemas de degelo nessa mesma Gronelândia.

O que aconteceu? Com menos de um quarto do percurso percorrido, tiveram que desistir. Os relatos são impressionantes. As condições observadas foram as piores experimentadas desde anteriores expedições, mesmo no polo Sul. O céu estava coberto de neve e era impossível distinguir entre o horizonte e o céu. Não havia sol para carregar o telefone solar.

Lá se foi a teoria...

www.iol.co.za/index.php?set_id=1&click_id=139&art_id=vn20080509063053890C173182
www.news.com.au/story/0,23599,23664028-2,00.html
www.crossinggreenland.com/

A saga do urso polar

A Times surpreendeu com um artigo equilibrado sobre a saga do urso polar ser ou não ser uma espécie em perigo. Os fanáticos do Aquecimento Global procuram tal objectivo, porque seria mais uma confirmação legal da sua teoria. Os mais atentos observam que o número de ursos polares tem aumentado nos últimos 50 anos, essencialmente devido às restrições à sua caça.

O que existe de facto são duas agendas ocultas. De um lado, interesses de exploração de gás e petróleo, que existem em quantidades importantes no Alasca. Do outro, a necessidade de provar na legislação aquilo que não está a acontecer. Enquanto isso, os alegres ursos polares vão-se divertindo com quedas recordes de neve...

www.time.com/time/printout/0,8816,1737249,00.html

Tiranias matam muito mais que Aquecimento Global

O abutre Al Gore, esfomeado pela falta de calor no planeta, saiu logo a terreiro, a propósito do ciclone que matou dezenas de milhares de pessoas na Birmânia. O abutre acredita que o ciclone faz parte de um padrão, que atingiu o ano passado o Bangladesh e no ano antes a China.

O que o Al Gore não disse é que a junta militar que governa a Birmânia é a verdadeira culpada da situação. Dois dias antes foram alertados pelos serviços meteorológicos da Índia onde e como ía acontecer. Mas nada foi transmitido na TV ou rádio do Bangladesh. Mesmo depois, tentaram encobrir o problema, e agora impedem a ajuda internacional...

www.news.com.au/heraldsun/story/0,21985,23667548-25717,00.html

domingo, 4 de Maio de 2008

Vitória nas urnas

Seria impensável aqui há uns tempos atrás, mas voltou a acontecer. Boris Johnson ganhou as eleições para Mayor de Londres, contra Ken Livingstone. Este último, um acérrimo defensor do aquecimento global, e que pelos vistos os londrinos não querem ver pela frente, com taxas e mais taxas. O primeiro, que nem sequer Kyoto suporta!

A digestão destes resultados promete ser difícil, a avaliar pelo que foi dito na campanha eleitoral. Mas uns começam a saltar fora. O Gordon Brown deve ser dos primeiros. Outros políticos se seguirão. Mas vai ser triste ouvir as justificações destes e dos ecologistas da treta nos próximos tempos...

www.jennifermarohasy.com/blog/archives/003009.htmlwww.jennifermarohasy.com/blog/archives/003004.htmlwww.kenlivingstone.com/media/the_choice_for_london_on_the_environment

quinta-feira, 1 de Maio de 2008

Oscilação no Pacífico

A NASA divulgou recentemente dados que indicam uma alteração importante nas temperaturas do Pacífico norte. Esta alteração está associada à oscilação decádica do Pacífico (PDO), e a sua importância está associada ao facto de que correlaciona muito favoravelmente com a evolução da temperatura mundial das últimas décadas.

Ora, a NASA detectou uma mudança da PDO para a fase fria. E quando isso tem acontecido no passado, seguem-se cerca de duas décadas de frio...

www.jpl.nasa.gov/news/news.cfm?release=2008-066
http://jisao.washington.edu/pdo/