segunda-feira, 29 de Setembro de 2008

Verão da treta!

Estes ecologistas andam como as moscas neste tempo. Peganhentos. Volta e meia estão-nos a picar. O "especialista" Filipe Duarte Santos é dos mais irritantes: "Daqui a 50 anos, em vez de dois ou três meses de Verão, vamos ter cinco ou seis". E o Público continua: "O período legal de época balnear, que começa a 1 de Junho e termina terça-feira, pode ser forçado a uma revisão por causa do aumento da temperatura e da diminuição da chuva"

Por onde é que esta gente anda? Não é pelo Algarve certamente. Senão tinham levado com umas chuvadas como deve ser, e estariam agora a curar uma constipação! E onde é que esta gente passou o Verão? Também não pode ter sido por estas paragens...

http://ecosfera.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1344200

sábado, 27 de Setembro de 2008

Briol na Rússia

São exemplos como este que nos transmitem a ideia de que o aquecimento global está a acabar. É apenas mais um exemplo, para reforçar a tendência do frio que aí vem. Na Rússia, em Moscovo, o aquecimento vai ser ligado duas semanas antes do habitual nos últimos anos. Os moscovitas, à falta de aquecimento, enfiam-se nas banheiras e compram aquecedores, os quais subiram 150% nas últimas semanas. Os alunos tremeram de frio no arranque das escolas a 1 de Setembro, mas entretanto os hospitais e escolas tiveram o seu aquecimento activado a 16 de Setembro, tal é o frio que grassa. O que lhes vale é o petróleo e o gás natural, abundante por aquelas paragens!

www.themoscowtimes.com/article/600/42/371217.htm

sexta-feira, 26 de Setembro de 2008

O Sol quando nasce é para todos

É um artigo do Oje de hoje, relativo a um artigo do The Economist. Um artigo em que Bob Hertzberg, da G24 Innovations, uma empresa que fabrica baterias solares para telemóveis, leituras de música e aparelhos semelhantes, refere que as energias renováveis precisam de reduzir a sua dependência dos apoios governamentais. Algumas frases cruciais a reter:

-"As empresas (de energias renováveis) contratam lobistas para caçar subsídios em vez de cientistas para criar produtos melhores"
-"o governo local (país de Gales) ajudou a pagar uma vedação em redor da fábrica da G24i em Cardiff, mas nada mais."
-"Torce o nariz às generosas taxas de alimentação da energia solar à rede geral que tanto estimularam a indústria na Alemanha e na Espanha, e questiona as isenções fiscais das instalações solares nos EUA, que devem expirar no final deste ano, mas que a maioria das empresas espera ver prorrogadas."
-"defende que, em vez de subsidiar a energia solar em termos gerais, os governos deveriam ajudar as novas empresas a amadurecer... A ideia deveria ser a de criar novas empresas contribuintes em vez de drenar constantemente o erário público."

Elucidativo!

www.economist.com/people/displaystory.cfm?story_id=12202692

quinta-feira, 25 de Setembro de 2008

Desobidiência civil: receita do Al Gore!

O homem está passado! Agora incitou à desobediência civil entre os jovens, contra a construção de centrais de carvão. Não há dúvida que ele tinha que ser mais radical que o Hansen, mas alguém que incita desta forma não mereceu o prémio Nobel: merece é que lho tirem e o enfiem numa prisão por uns dias! E quanto aos jovens com ideias, na China há muitas centrais a carvão a ser constuídas, pelo que podem ir lá desobedecer à vontade, porque não voltarão...

www.reuters.com/article/environmentNews/idUSTRE48N7AA20080924?feedType=RSS&feedName=environmentNews&rpc=22&sp=true

quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

Como se ajustam as temperaturas

A história da estação meteorológica de Mohonk Lakes (USHCN) é fascinante. Há mais de cem anos que se recolhem dados de forma sistemática, e utilizando procedimentos que hoje até se podem considerar arcaicos. Todavia, é uma forma de preservação do rigor das medições, sem os problemas que tem afectado outras estações meteorológicas, o que é confirmado pelo facto de que até hoje apenas cinco pessoas assumiram a responsabilidade da compilação desses dados, dos quais Paul Huth é o último.

O problema é que a NOAA não confia no preciosismo do Sr. Huth. E o GISS não confia nos dados da NOAA... O que se segue à recolha dos dados no NOAA é uma autêntica montanha russa, com médias, alisamentos, homogeneização, ajustes, estimativas, etc. E como o GISS não confia na NOAA, aplica mais uns algoritmos de correcção, incluindo observar os 10 anos próximos e aplicar médias. E mais ajustes...

Os dados que resultam obviamente nada tem a ver com o termómetro!

www.nytimes.com/2008/09/16/science/earth/16moho.html?_r=1&oref=slogin
http://wattsupwiththat.com/2008/09/23/adjusting-pristine-data/

terça-feira, 23 de Setembro de 2008

Sol em mínimos espaciais

A NASA deu hoje uma conferência de imprensa estranha. Que o vento solar está em mínimos de 50 anos. Dados do Ulysses, um satélite conjunto da NASA e da ESA. Segundo a NASA, os valores são os mais baixos desde que há medições precisas, e poderão reduzir a protecção natural que envolve o nosso sistema solar! Neste preciso momento, estamos num período de actividade mínima, que se prolongou por mais tempo que alguém tenha antecipado.

Quando confrontados sobre o impacto no clima da Terra, não confirmaram nenhuma relação. Com base no facto de nenhum ser um perito climático... Faz mal ao sistema solar, mas não tem impacto na Terra??? Então, o Hansen é um amiguinho deles ou não?

www.nasa.gov/home/hqnews/2008/sep/HQ_08241_Ulysses.html
http://wattsupwiththat.com/2008/09/23/nasas-press-conference-on-the-state-of-the-sun/

segunda-feira, 22 de Setembro de 2008

Má qualidade do Ar

Hoje seria um dia bom para circular em Lisboa, de automóvel... Parece que haveria menos carros nas ruas, mas fiquei várias vezes bloqueado no trânsito!

Entretanto, a Quercus queixou-se, no Dia Europeu Sem Carros, da má qualidade do ar. Curiosamente, os piores sítios do país são a Avenida da Liberdade, em Lisboa, e Vila do Conde. Porquê Vila do Conde??? Mas os valores apresentados demonstram que os valores tem vindo a melhorar nos últimos anos. Especialmente os do ozono troposférico! Eles não explicaram é porque é que isso acontece. Será por causa das temperaturas? Será?

www.quercus.pt/scid/webquercus/defaultArticleViewOne.asp?categoryID=567&articleID=2557

quinta-feira, 18 de Setembro de 2008

Aquecimento no Árctico?

Os profetas da desgraça previam um Árctico sem gelo este ano. Que o degelo ia ser o máximo de sempre. Os mais cépticos achavam que não, que isto ía ser outra coisa qualquer. O que aconteceu? O normal!

A extensão de degelo deste ano foi inferior em 9.4% à de 2007. Este é um valor normal. Não se poderia esperar uma evolução muito mais positiva, porque a formação do gelo é um processo até complicado. Por isso comparar com 2006 ou os anos anteriores é utópico. Muito importante é a altura em que se verifica a inversão do degelo, que parece ser muito anterior à do ano passado. O que é importante é que a tendência se inverteu. E para isso muito contribuiu o arrefecimento global que se está a verificar...

http://nsidc.org/arcticseaicenews/

Lehman Brothers e Alterações Climáticas

Era um grande fã da série A-Team (Esquadrão Classe A ou Soildados da Fortuna). E o Hannibal Smith tinha uma tirada apropriada: "I love it when things come together..."

Ora essa é a frase que me vem à memória a propósito da falência da Lehman Brothers. Uma entidade que investiu forte nas alterações climáticas. Que agradece ao James Hansen, no seu relatório extenso, "O negócio das alterações climáticas II". Não admira que tenham ido à falência!

Leiam com atenção as páginas 80 e seguintes: O que esperar a seguir? Nem sequer na sua falência acertaram...

www.lehman.com/who/intcapital/pdf/TheBusinessOfClimateChangeII.pdf

terça-feira, 16 de Setembro de 2008

APETRO vs Pinho

Ontem, o estranho José Horta, presidente da APETRO, Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas, no seu estilo inigualável, vociferou algumas frases interessantíssimas à TSF:

-"Os preços, se tiverem de baixar em função da média semanal da semana passada, baixarão, quando cada uma das nossas associadas achar que deve baixar".
-"Os associados não deram resposta nem tinham nada que dar, porque quem fez essa reivindicação" (ANAREC) "não tem realmente o estatuto requerido para fazer uma reivindicação de abaixamento de preços."

Hoje o ministro da Economia, Manuel Pinho, é muito mais sensato: "É desejável que os combustíveis que usamos nos nossos carros baixem o mais rapidamente possível. Seria positivo que descessem o mais rapidamente possível. É só isso que quero dizer."

Mas é só o Ministro da Economia. O seu amigo Teixeira dos Santos arregala os olhos com o ISP e o IVA, e restantes impostos...

http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=1013684
www.jornaldenegocios.pt/index.php?template=SHOWNEWS&id=331456

Buraco de Ozono: a verdade inconveniente

A evolução do buraco de ozono é uma das maiores fraudes de sempre impingida pelos ecologistas. Depois de muitos anos a combater as emissões de CFCs, depois do protocolo de Montreal em 1987, depois da evolução ter sido dada como muito positiva pelos mesmos ecologistas, e mesmo depois da NASA o ter dado como praticamente resolvido em 2006, no mesmo ano de 2006 apareceu o maior buraco de sempre...

No Dia Internacional para a Protecção da Camada de Ozono é muito confrangedor ver o que se passa nos media. Praticamente nada. Os ecologistas estão ainda piores, como a Quercus, que ainda se queixa das emissões de CFCs em Portugal.

A verdade inconveniente é que vai muito frio para aqueles lados. E isso está a provocar um buraco maior que o do ano passado, embora deva ser inferior ao de 2006!

www.wmo.int/pages/prog/arep/documents/ant-bulletin-1-2008.pdf
http://ecosfera.publico.pt/noticia.aspx?id=1342950

domingo, 14 de Setembro de 2008

Chicanas da semana

Esta foi uma semana muito interessante! Com o aumentar da evidência que é a fraude do Aquecimento Global, não faltam notícias especializadas no tema. Aqui tentaram-se abordar as mais significativas, mas nem sempre é possível acompanhar o ritmo...

É por isso que destaco um link enviado por um leitor atento. Faz um resumo do que se passou na semana, e como tudo isso é abolidor. É muito importante que os mass-media estejam finalmente a ficar a par do que se passa. Não tardará, chegará também a Portugal!

www.telegraph.co.uk/opinion/main.jhtml?xml=/opinion/2008/09/14/do1402.xml

A arte de caiar vs. o aquecimento global

Todos nós portugueses sabemos pelo menos uma das razões pelas quais os nossos antepassados caiavam de cal branca as casas. Essa arquitectura típica, sobretudo do sul do país, ainda hoje é levada a sério em terras como Óbidos.

Uma casa caiada é naturalmente mais fresca no Verão! Porque o branco reflecte a luz solar, que aquece a Terra. Porque o albedo destas superfícies é muito elevado, a luz solar é reflectida de volta para o espaço. Sou um forte apoiante da utilização de cor branca em diversas superfícies, e nós portugueses somos mesmo exímios nesta técnica. Outro bom exemplo é a calçada portuguesa, e o leitor já terá certamente experimentado como uma calçada à portuguesa é outro excelente exemplo de reflexão da luz solar.

Mas agora, o impacto de empregar superfícies brancas foi contabilizado! Hashem Akbari, na apresentação abaixo, refere que a pintura de branco de 100 cidades do mundo equivaleria a diminuir a emissão de 44 gigatoneladas de dióxido de carbono por ano. Ou seja, por um método simples, sem necessidade de Kyoto e sistemas de compensação, estaria o problema resolvido! Com uma vantagem: com a Terra a arrefecer, poderíamos voltar facilmente aos telhados mais escuros daqui a uns anos!

www.climatechange.ca.gov/events/2008_conference/presentations/2008-09-09/Hashem_Akbari.pdf
http://en.wikipedia.org/wiki/Albedo

Formas erradas de medir temperatura

A forma errada como são medidas as temperaturas mundiais já foi aqui referenciada várias vezes. Mas há que realçar que este é talvez o aspecto mais importante do Aquecimento Global provocado pela Humanidade, ou mais concretamente por todos aqueles responsáveis pelas estações meteorológicas. Se não, atente-se no seguinte.

A estação meteorológica de Santa Ana COOP, nos Estados Unidos, registou nos últimos cerca de 90 anos mais de 4 graus Celsius de aumento da temperatura média. Prova cabal do Aquecimento Global. Os especialistas do JPL, da NASA, referiram que 40% era responsabilidade do Aquecimento Global, o restante da Ilha de Calor Urbano. Quando questionados sobre a metodologia de tais cálculos, limitaram-se a reduzir para 25%. Há umas semanas, descobriu-se que a estação estava num topo dum telhado, mal orientada, a levar com vários sistemas de ar condicionado, e com o sol a incidir mesmo no termómetro!. Alguém se lembrou de contrapôr com o facto de estações adjacentes registarem aumentos similares. Agora veio a se descobrir que também elas tem problemas semelhantes!

http://wattsupwiththat.wordpress.com/2008/09/14/more-on-the-santa-ana-rooftop-weather-station-comparison-stations-also-problematic/
http://sciencedude.freedomblogging.com/2008/09/12/has-santa-ana-been-reporting-wrong-temperatures-for-years/

sábado, 13 de Setembro de 2008

Mais machadada no IPCC e no hockey-stick

A saga do hockey-stick continua. Depois de se pensar que Mann et al. tinham sido finalmente expostos, eles voltaram. Com mais uma série de manobras que embaraçam seriamente a ciência, e afundam completamente a credibilidade do IPCC.

Há umas semanas, apareceu no site do Caspar Amman, a informação e o código que vinha sendo pedida há três anos por Steve McIntyre. Com apenas uns dias de trabalho, o Steve conseguiu afundar ainda mais a inexistente crdibilidade do hockey-stick!

O problema é que o mal está feito. O IPCC continua a basear o seu prémio Nobel e a assustar-nos com base no hockey-stick. É impressionante como um único matemático consegue desmontar uma teoria, enquanto as centenas/milhares de investigadores afectos ao IPCC andam a dormir, e a citar-se mutuamente.

O que está em causa não é unicamente o Quarto Relatório de Avaliação. O que está em causa é o IPCC. Falhando no processo de peer-review, insistindo em basear as suas metodologias em dados que sabe estarem adulterados, e persistindo nessas práticas nos últimos três anos, nada mais há a fazer a não ser acabar com o IPCC!

www.climateaudit.org
http://scienceandpublicpolicy.org/images/stories/papers/monckton/monckton_what_hockey_stick.pdf

sexta-feira, 12 de Setembro de 2008

Eco-selvajaria em Portugal?

Recebi uma quantidade de emails relativamente ao post de ontem. Sobre o Hansen e a Greenpeace. Quase todos eles de indignação. Mas um chamou-me a atenção pelo que de óbvio tem: que outros crimes passam agora a ser justificáveis? Alguns foram desde já avançados, outros apanhei-os nos fóruns da net, mas não estou certo que a justiça sequer funcionasse neste cantinho, à beira-mar plantado:

-Um agricultor, visando produzir alimentos mais baratos, fazer um furo numa gasolineira próxima.
-Alguém apanhado a 30Km/h numa auto-estrada, justificar que assim emite menos CO2 que a 150Km/h.
-Um aluno apanhado a furar os pneus do prof, argumentando que a pegada de carbono do prof é superior à dele.
-Um peão a não atravessar na passadeira, a justificar com o maior esforço físico necessário para ir à passadeira, com maiores emissões de CO2.
-Um ecologista que matou todos os porcos de uma suinicultura, argumentando que os bichos libertam imenso metano e ainda poluem a Ribeira dos Milagres.

Porquê? Porque tivemos o lamentável incidente de há um ano atrás, no campo de milho transgénico no Algarve, classificado como ataque terrorista, e nem sequer foi preciso vir cá o Hansen!

PS: A Quercus estará amanhã em Almaraz...

www.observatoriodoalgarve.com/cna/noticias_ver.asp?noticia=21434

quinta-feira, 11 de Setembro de 2008

Vergonha em Inglaterra e na NASA

O James Hansen, um dos principais assessores do líder do gang do Aquecimento Global, fez das suas esta semana. Foi a Inglaterra, como testemunha num processo movido contra elementos da Greenpeace, que gozaram com tudo e todos, pintando a primeira parte de "Gordon Bin It" na chaminé de uma central de carvão, em Kent.

Aparentemente, há em Inglaterra uma especificidade legal que dá pelo nome de "lawful excuse". Que permite causar danos para evitar outros danos maiores. E como o Hansen foi lá dizer que a central de carvão causava males maiores, havia razão para a fechar. E os actvistas do Greenpeace safaram-se...

Ainda bem que isto aconteceu em Inglaterra. A revolta é grande! Mas que ninguém tenha dúvidas: os novos terroristas vão intensificar os seus ataques, e o melhor é comprar alguma electricidade em pó, antes que eles desliguem isto tudo...

www.independent.co.uk/environment/climate-change/nasa-scientist-appears-in-court-to-fan-the-flames-of-coal-power-station-row-918057.html
http://ecosfera.publico.pt/noticia.aspx?id=1342427
www.greenpeace.org.uk/blog/climate/kingsnorth-trial-breaking-news-verdict-20080910

quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

Regresso à Idade Média

Estou cada vez mais estupefacto com a quantidade de estupidez que continua a acumular com a fraude do aquecimento global. Mas as duas últimas que li deixaram-me KO.

Na primeira, Rajendra Pachauri, que preside ao IPCC, e que ganhou ignobilmente o Prémio Nobel o ano passado, sugere que devemos deixar de comer carne! Porque a produção de carne produz muito metano! O que vamos comer então? Vegetais? Mas esses são os que transformam CO2 nomeadamente em oxigénio! Não tarda nada e vamos ver que a abstinência das várias religiões tem uma virtude suplementar...

No segundo exemplo, sugere-se que deixemos de lavar a roupa na máquina e que se passe a lavar à mão, como os nossos antepassados! A conclusão é de um tal Francisco Javier Navarro, da Universidade de Queensland, Austrália. Que ainda compara as virtudes do algodão versus o poliéster, e como o primeiro pode ser utilizado mais vezes sem lavar, por não "cheirar" tanto.

O que se seguirá? Não tomar banho como na Idade Média?

http://news.bbc.co.uk/2/hi/science/nature/7600005.stm
http://economictimes.indiatimes.com/Earth/Global_Warming/Wash_dirty_linen_yourself_fight_global_warming/articleshow/3458266.cms

segunda-feira, 8 de Setembro de 2008

Progresso em Tróia

Sempre que há progresso em algum sítio, aparecem os ecologistas a criticar. Hoje, foi em Tróia. Inaugura-se o empreendimento turístico Tróia Resort, com 15307 camas, e logo a Quercus o qualifica como "excessivo", Sejemos claros, não é por serem 15307 camas; até podiam ser 15, mas o resultado seria o mesmo.

Como eles andam a dormir, e a sonhar com o aquecimento global, ainda só estão a acordar. O Quercus lá do sítio disse, à falta de melhor, que o "projecto não acautela devidamente ao nível da circulação o estacionamento e quanto às infra-estruturas a recepção à população flutuante". Como? Ele quer mais estacionamento, ou menos camas?

Ou muito me engano, ou depois de acordarem, vai ser um pesadelo...

http://ecosfera.publico.pt/noticia.aspx?id=1341972

domingo, 7 de Setembro de 2008

Capital Portuguesa no ano 3000?

Tropecei num artigo, um pouco antigo, sobre a cidade de Bruxelas no ano 3000. Nesse ano, de acordo com a Universidade Caatólica de Louvain, Bruxelas será uma cidade costeira.

Ora como Bruxelas fica a 13 metros de altitude, poderemos vaticinar que Lisboa ainda será a capital por essa altura. Em vez do Terreiro do Paço, talvez tenhamos o rio no Marquês do Pombal...

www.edie.net/news/news_story.asp?id=8887&channel=0

sábado, 6 de Setembro de 2008

Neve no Brasil

A meteorologia não faz o clima. Mas os nossos irmãos brasileiros não devem pensar o mesmo. Como se pode ver no link abaixo, os exemplos são cada vez mais arrasadores. No município de Pinheiro Machado, no sul do Rio Grande do Sul, caiu neve ontem. Há mais de 20 anos que não caía tanta!

http://oglobo.globo.com/pais/mat/2008/09/05/neve_surpreende_moradores_no_rio_grande_do_sul-548098817.asp

Aquecimento Global no Inferno

O Expresso de hoje dá uma boa leitura. Na Revista, nas Divinas Comédias, o João Pereira Coutinho coloca o Aquecimento Global, no Inferno. Porquê? Na falta de um link, transcrevo aqui algumas das frase paradigmáticas:

-"Duas notícias que exemplificam, na perfeição, como a história do aquecimento global está tristemente mal contada."
-"Dependem de variações naturais, qua a ciência largamente desconhece mas que a História curiosamente, regista: não apenas durante a Baixa Idade Média (em que o mundo aqueceu) ou entre os séculos XVII e XVIII (em que o mundo arrefeceu)."
-"Se ignorarmos os períodos históricos mais recuados, resta a pergunta: se os homens arruínam o clima por suas activades fabris e febris, não seria de esperar um apocalipse em crescendo desde, pelo menos, a Revolução Industrial?"
-"Por uma vez, talvez não fosse inútil recomendar às patrulhas um pouco mais de humildade em matérias sobre as quais repousa ainda ignorância ou cepticismo. A ciência não se faz aos gritos."

Apoiado!

PS: Parece que afinal há link:
http://aeiou.expresso.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ex.stories/399135

sexta-feira, 5 de Setembro de 2008

Escândalo na Irlanda do Norte

O ministro do ambiente da Irlanda do Norte pôs hoje em polvorosa o movimento ambientalista. Apaparicou-os com frases como (tradução minha):

-"Um debate com base na razão deve substituir o alarmismo dos verdes"
-"Os recursos devem ser utilizados para adaptar às consequências da mudança climática, em vez de estarmos a tentar pará-la"
-"As tácticas utilizadas pelo 'gang dos verdes' é a de etiquetar quem discorda da sua visão de mudança climática como maluquinhos que negam os factos científicos"

Ainda os mima como uns praticantes histéricos de uma pseudo-religião, acreditando que as mudanças climáticas não tem origem antropogénica.

Uma bomba! O nosso Nunes Correia deve dar definitivamente uma visita ao seu homólogo...

http://news.bbc.co.uk/2/hi/uk_news/northern_ireland/7599810.stm

quinta-feira, 4 de Setembro de 2008

Adérito Serrão à deriva

Acabei de ver na RTP1 a tentativa do presidente do IM, Adérito Serrão, de sacudir a água do capote. Todas e mais algumas justificações não chegam para encobrir o fiasco em que se tornaram as previsões efectuadas para o Verão!

Como se não bastasse, o Balanço Climatológico do Verão de 2008, disponível no site do Instituto de Meteorologia, é uma autêntica anedota. Esteve mais calor que no ano anterior, mas estamos abaixo da média de 30 anos! Quem o ler ainda pensa que fez calor em Portugal no Verão. Se não, atente-se no texto logo a abrir:

"O Balanço Climatológico do Verão de 2008 (meses de Junho, Julho e Agosto) no Continente evidencia registos de um período caracterizado por ocorrência de tempo quente e seco."

Não há pachorra para misturar ciência com marketing...

www.meteo.pt/pt/media/comunicadosimprensa/comunidetail.html?f=/pt/media/comunicadosimprensa/textos/CI_Balanco_Clima_Verao2008.html

quarta-feira, 3 de Setembro de 2008

Lewis Pugh encalhado

Um tal Lewis Pugh, que andou aos mergulhos no Polo Norte o ano passado, meteu-se por estes dias num kayak, a caminho do polo Norte. Como as notícias haviam previsto nenhum gelo para este ano até ao polo norte, ele foi basicamente enganado! E nem sequer viu as previsões antes de sair...

Depois de três dias a navegar, em que o frio extremo se fez sentir, hoje ficaram encalhados. Com gelo a toda a volta. Ele ainda vai tentar disfarçar, mas era engraçado era que alguém os tivesse que ir buscar. E depois, pagarem os créditos de carbono desta aventura toda!

http://polardefenseproject.org/blog/?p=153

terça-feira, 2 de Setembro de 2008

Sol manchado

Afinal o Sol teve uma mancha solar em Agosto... A pressão dos alarmistas vai ao ponto de que se tem que promover as manchas do Sol. O alcance da seita do Aquecimento Global está cada vez maior, e deve ser grande a preocupação de todos os que nos preocupamos com a verdade.

Porém, como referia ontem, a verdade vai advir mais cedo ou mais tarde, até porque o SOL não é condicionável. Enquanto isso, a manobra é motivo de gozo nos foruns da Internet!

http://science.slashdot.org/article.pl?sid=08/09/02/142218

segunda-feira, 1 de Setembro de 2008

Gustav fraquinho

Ia ser a tempestade do século. Por isso evacuou-se uma cidade e cerca de um milhão de pessoas. E tudo isto por culpa do aquecimento global. Infelizmente, a maioria das mortes vai derivar da evacuação e não do furacão.

Na verdade, este é mais um exemplo da meteorologia/climatogia da treta que existe na Terra. O furacão atingiu terra como categoria 2, uma pequena tempestade, muito longe das previsões. Atingiu terra muito longe da cidade de Nova Orleães. Os media continuam a insistir no link com o aquecimento global, mas como já referi aqui em Março, até o NOAA, que analisa os furacões nos EUA, já confirmou que a intensidade dos furacões ou os seus estragos estão ligados a outros factores, que não o aquecimento global...

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1341224&idCanal=62
http://news.yahoo.com/s/ap/20080831/ap_on_re_us/sci_gustav_warming_2
http://wattsupwiththat.wordpress.com/2008/02/21/noaa-hurricane-frequency-and-global-warming-not-the-cause-of-increased-destruction/
www.nola.com/hurricane/index.ssf/2008/08/jindal_says_three_nursing_home.html
www.nola.com/hurricane/index.ssf/2008/09/4_marrero_residents_killed_2_i_1.html

Sol sem mancha

O mês de Agosto foi o primeiro mês desde Junho de 1913 em que não se verificaram manchas solares. Já estamos igualmente no Top 10 dos períodos mais longos sem qualquer mancha solar, sendo que neste último caso o período mais recente é o de Abril a Julho de 1913, que na verdade é o período mais longo sem manchas solares registado desde 1849.

Ainda andam por aí umas tentativas de arranjar umas micro-manchas, observada em meados de Agosto, mas elas são muito menores que as registadas em termos históricos. Por mais que os alarmistas e seguidores tentem re-escrever estes valores, eles não vão conseguir condicionar o comportamento do Sol!

http://wattsupwiththat.wordpress.com/2008/08/31/sun-has-first-spotless-calendar-month-since-1913
http://users.telenet.be/j.janssens/Spotless/Spotless.html