sábado, 30 de Abril de 2011

Saraivadas

Para referência futura, deixo neste post alguns dados interessantes sobre a saraivada que ontem atingiu Lisboa, especialmente na zona de Benfica. Como de costume, não é pelo Instituto de Meteorologia que se sabe o que quer que seja; aliás, eles apenas continuam a noticiar as notícias quentinhas... Todavia, se procurarmos nos seus dados de base, vemos como na estação RUEMA de Benfica se verificou um acentuado arrefecimento (local) durante a tarde de ontem, e superior a 15ºC num espaço de menos de uma hora!

É claro que os alarmistas estão todos caladinhos. Pudera! Até Anthímio de Azevedo afirma que, "com esta dimensão e na Primavera, não tem conhecimento" de um fenómeno deste género... Felizmente, as consequências foram apenas materiais, embora se tenha registado uma vítima de hipotermia. Como de costume, são os amadores que nos tempos modernos, melhor conseguem relatar os acontecimentos...

sexta-feira, 29 de Abril de 2011

O desprograma do PS

O Partido Socialista apostou em mais do mesmo, no programa que apresentou anteontem. Na vertente que interessa aqui analisar, a estratégia consiste em continuar a enterrar Portugal. Atente-se no que é proposto nos domínios da energia:

• Da manutenção da aposta na energia eólica;
• Da concretização do Plano Nacional de Barragens;
• De um reforço da opção pela energia fotovoltaica;
• Do lançamento e incentivo às experiências e projectos-piloto necessários para que Portugal se posicione na vanguarda da investigação em matéria de energia das ondas;
• De iniciativas que viabilizem e promovam a utilização e a opção por veículos eléctricos.

Os leitores habituais do blog reconhecem que se aposta em tudo o que não se devia. Se procurarem no desprograma, confirmarão que em nenhum momento se pretende tornar os preços da energia mais competitivos, e assim beneficiar a Economia. Em nenhum local se manifesta vontade de explorar os nossos recursos naturais, nomeadamente no gás natural ao largo do Algarve, e potencialmente existente na região Centro. Obviamente, em nenhum local se pretende terminar com a exportação de energia a preços ridículos para Espanha. Enfim, para aqueles que votarem nesta fraude, estejam certos que a sua vitória confirmará o enterro definitivo deste País...

quinta-feira, 28 de Abril de 2011

Apostar na miséria estética

O sociólogo Alberto Gonçalves tem na revista Sábado um artigo, em vídeo, que se disponibiliza abaixo, e que malha forte nas energias renováveis, especialmente nas eólicas. É mais um sinal claro de que a Sociedade, e especialmente os pensadores, começam a acordar do pesadelo Sócrates. É claro que estão atrasados, mas mais vale tarde do que nunca. Fiquem com um trecho da intervenção de Alberto Gonçalves:

O legado do engenheiro Sócrates não se limitou ao descalabro ético. Por via, das dúvidas, resolveu igualmente apostar na miséria estética. Felizmente para ele, infelizmente para nós, apostou como de costume com o dinheiro alheio...


terça-feira, 26 de Abril de 2011

Globe International

A Globe International é um organização que faz lobby pelas questões ambientais em todo o Mundo. Segundo o jornal inglês Telegraph, parte da sua intervenção recente tem sido a de "lavar" o nome dos cientistas envolvidos no Climategate. Tal foi o caso de Lord Oxburgh, que liderou a investigação, mas que omitiu ser director da Globe... Segundo a notícia, entre outros, contam com o financiamento dos contribuintes ingleses e da BBC!

A Globe elaborou recentemente um documento extenso, onde enquadra a legislação sobre o Clima, nos países mais importantes do Globo. Portugal não está incluído, mas o que aí se pode observar é confrangedor, nos domínios evidenciados na imagem ao lado! Fica como uma referência para os leitores, sendo, enfim, mais um documento na tentativa de estabelecer uma Nova Ordem Mundial...

sexta-feira, 22 de Abril de 2011

Acidentes eólicos em Portugal

Depois do post sobre a Fatalidade eólica, resolvi fazer umas poucas pesquisas no Google. De repente, as mortes envolvendo a energia eólica em Portugal, passaram de 0% para 5% do total internacional! Certamente, e infelizmente, mais haverá em Portugal e no estrangeiro... Este post irá sendo actualizado à medida que for encontrando mais referências. Balanço actual: 5 mortes, 6 feridos e 5 resgatados:

Agosto 2005:
Em 8 de Agosto de 2005, cerca das 11h25m, no parque eólico da Serra de Todo-o-Mundo, Paínho, Cadaval, quando ao serviço da Ré “C...” trabalhava na desmontagem de uma grua, CC sofreu um acidente que lhe provocou a morte e que resultou da falta de observância, por parte da Ré “C...”, de regras de segurança, saúde e higiene no trabalho com o consequente agravamento de responsabilidade decorrente das disposições conjugadas dos artigos 18.º, 20.º e 22.º da Lei 100/97, de 13 de Setembro.
www.dgsi.pt/jstj.nsf/954f0ce6ad9dd8b980256b5f003fa814/868fa7bd7c53b5cb8025762e002e456e?OpenDocument

Dezembro 2007:
Um homem morreu e outro ficou ferido com gravidade na sequência da queda de uma antena para estudo dos ventos que este sábado estava a ser montada em Videmonte, concelho da Guarda, revelou fonte dos bombeiros à agência Lusa.(...)
Os dois homens eram oriundos de Vila Franca de Xira e faziam parte de um grupo de uma empresa que instalava uma antena para estudo dos ventos com vista à implantação de um parque eólico, adiantou a mesma fonte.
http://www.radioelmo.com/breakingnews/news.asp?Id=914
http://canais.sol.pt/paginainicial/sociedade/interior.aspx?content_id=71701

Maio 2008:
A morte de um homem de 49 anos atingido por uma prancha hidráulica, na passada segunda-feira, dia 19, em S. Cristóvão, Resende, deixou a vila em estado de choque. David Moura, mecânico de profissão e bombeiro voluntário foi atingido mortalmente por uma peça de uma máquina, que serviria para as obras de colocação de ventoinhas no Parque Eólico daquela localidade.
http://pausresende.blogspot.com/2008/05/acidente-mortal-no-parque-elico.html
www.cmjornal.xl.pt/noticia.aspx?contentid=F9A4FD93-7229-42FD-8154-29F240F4716F&channelid=00000010-0000-0000-0000-000000000010

Janeiro 2009:
Um homem de 28 anos morreu electrocutado esta segunda-feira à tarde num acidente de trabalho ocorrido no Parque Eólico de Toita, em Cabeço da Toita, no concelho de Pampilhosa da Serra. No acidente, outros dois trabalhadores ficaram feridos, tendo sido transportados de helicóptero para os Hospitais da Universidade de Coimbra.
www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Coimbra&Concelho=Pampilhosa%20da%20Serra&Option=Interior&content_id=1067299
www.bombeiros-portugal.net/about11681.html

Dezembro 2010:
Uma queda de mais de 50 metros provocou ontem a morte a um operário de 32 anos que trabalhava numa torre eólica no parque de Pousafoles do Bispo, concelho do Sabugal. Uma equipa do INEM deslocou-se ao local para prestar assistência à vítima mas limitou-se a confirmar o óbito. O corpo foi levado para a morgue da Covilhã.
www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/sabugal-queda-mata-operario
www.guarda.pt/noticias/actualidade/Paginas/queda-mata-operrio-sabugal.aspx

Outubro 2007:
O condutor de um semi-reboque, que operava nas obras de construção do parque eólico de Melgaço, sofreu hoje ferimentos graves, depois da estrada ter cedido e o veículo ter resvalado pelo monte, informou fonte da GNR.
http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=13&id_news=299110

Novembro 2008:
Dois seguranças do Parque Eólico de Pinheiro, na Serra de Montemuro, em Castro Daire, estão retidos desde ontem no local devido à neve devido à neve, mas a Protecção Civil espera retirá-los ainda hoje do local com recurso a motorizadas de salvamento e resgate.
www.publico.pt/Local/segurancas-de-parque-eolico-retidos-na-serra-de-montemuro_1351711
http://aeiou.expresso.pt/dois-segurancas-de-parque-eolico-retidos-na-serra-de-montemuro=f467054

Dezembro 2009:
A Protecção Civil destacou um helicóptero para o resgate de um vigilante de um parque eólico na Serra do Açor, distrito de Coimbra. Retido na montanha, devido ao mau tempo, foi já salvo.
www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Coimbra&Concelho=Pampilhosa%20da%20Serra&Option=Interior&content_id=1448861

Dezembro 2010:
Dois técnicos da empresa de manutenção do parque eólico do Cabeço Grande, em Sabuzedo, Montalegre, ficaram hoje presos no parque devido à queda de neve, mas “já foram resgatados”, disse à Lusa o comandante dos Bombeiros de Montalegre, David Teixeira.
http://bombeirosparasempre.blogspot.com/2010/12/montalegre-dois-homens-retidos-num.html

Maio 2012:
Segundo a fonte, o acidente ocorreu às 21:05, nas obras de construção do Parque Eólico do Piódão, em plena Serra do Açor.
O comandante dos Bombeiros de Coja, Paulo Tavares, adiantou que os dois homens se encontravam politraumatizados, tendo sido transportados para os Hospitais da Universidade de Coimbra.
www.tvi.iol.pt/noticia/sociedade/arganil-acidente-de-trabalho-tvi24-piodao/1348674-4071.html

Fatalidade eólica

Nestas semanas muito se tem falado sobre os riscos colocados pela energia nuclear, e que tem sido analisados de forma particularmente interessante por Pinto de Sá, no blog A ciência não é neutra. O que muitos desconhecem é que todas as formas de energia comportam riscos, mesmo as renováveis. Há minutos tropecei numa notícia que refere que uma das dez maiores violações de segurança do trabalho, na região central dos Estados Unidos, se verificou num aerogerador. A empresa responsável pelo parque, Outland Energy Services, vai ser multada em $378000 dólares americanos, por um dos seus funcionários ter ficado com queimaduras do terceiro grau no passado mês de Outubro, num parque eólico da Iberdrola. A investigação determinou que a empresa não salvaguardava a segurança dos seus trabalhadores, mesmo tendo conhecimento dos riscos associados.

Mas este trabalhador teve, ainda assim, sorte. A melhor referência na Internet, revela a existência de 70 acidentes fatais envolvendo a energia eólica, que resultaram num total de 78 mortes! Noutro local, podemos observar uma folha de cálculo com enumeração de mais detalhes macabros, envolvendo acidentes eólicos. Fiquem com alguns exemplos:
  • Benjamin James Thovson, 26, of Sioux Falls, S.D., died at the scene. He fell about 210 feet. When help arrived, Donahue said, "the wind generator was engulfed in flames".
  • A county road near Port Burwell collapsed under a heavy crane, causing it to roll into a ditch, killing its operator, Ontario's Labour Ministry has confirmed. A culvert was plugged causing water to weaken the road's foundation. The operator drowned.
  • A 19-year-old construction worker has been killed after falling 100ft down the shaft of a windfarm turbine. The worker, thought to be Brazilian, was inside the turbine which was under construction at the Earlsburn windfarm in Touch Hills, near Stirling.
  • Few details. Small turbine undergoing repairs, temporarily strapped down, children playing on what may be the gin pole, strap loosened, and the turbine came down. Size and brand turbine unknown.

Actualização: Já depois da publicação inicial, descobri que já se registou pelo menos uma morte em Portugal. Descobri ainda um muito maior detalhe das fatalidades, num total de 91 páginas, no mesmo site acima referenciado.
Actualização 2: Mais um morto em Portugal, neste caso no Parque Eólico de Toita, no concelho de Pampilhosa da Serra. Algo me diz que haverá muitos mais acidentes que passaram despercebidos. Se os leitores souberem de mais algum, não deixem de mos referenciar.

quarta-feira, 20 de Abril de 2011

A imbecilidade da Quercus

Algumas vezes penso que poucos pensam como eu... Mas depois tenho muitos leitores, muitos dos quais me enviam notícias, e muitas referências às tretas que por aí se dizem. Sobre o post que fiz sobre o aumento das taxas nos combustíveis, um leitor apontou-me para a barraca da proposta dos imbecis da Quercus, que já tinha visto na semana anterior. Mas no link para a notícia do DN, que o leitor me fez chegar, o que realmente me fez pensar foram os comentários dos leitores do DN, das quais destaco alguns abaixo. Lendo os 67 comentários na íntegra, ficamos com a certeza que não estamos sozinhos, e que estes imbecis estão condenados, com esta postura... Porque uma pesquisa rápida por sites onde comentários são permitidos (aqui e ali), revela exactamente o mesmo tipo de repulsa dos comentários do DN:
  • Anónimo: Gentinha verde estupida... Razão tem quem disse que deviam meter a mangueira num sitio que nos sabemos...
  • Casto!?: Definitivamente!… o povo deste País está verdadeira e completamente louco! Ter a gasolina ao preço que está e ainda vir um grupelho ironizar com uma questão tão séria é só de loucos! Fala-se em conselheiros do FMI?! Do que estamos urgentemente necessitados é que a UE nos valha com o envio maciço de profissionais da área de psiquiatria. Tenho por hábito dizer que as consultas nesta área (psiquiatria), de forma compulsiva ou não, transformar-se-ão em internamentos!… Estamos verdadeiramente perdidos, tal o descalabro mental de que enfermamos. Interrogo-me: estarei lúcido ou estarei louco? Tantas são as loucuras que vejo ao meu redor que já me interrogo se não será a minha mente que está a falhar!
  • Estou FARTO: De ser ROUBADO por esta PARASITAGEM da verdura! Ele é balúrdios na factura da luz para pagar as ventoínhas; ele é uma seita de parasitagem a coçar os tomates aos batráquios. ESTAMOS FARTOS!!!!
  • Anemona: Tudo o que é exagero está errado e estes fulanos estão fartos de exagerar. Desde a proibição de construções porque existem ninhos de ratos perto do projecto até ao ponto de apoiados em hipóteses pedirem mais imposto sobre combustíveis argumentando que esses impostos específicos estão abaixo da média europeia. Esqueceram-se de algumas variáveis entre elas a de que os ordenados do trabalhador comum sáo também dos mais baixos da UE mas isso pouco lhes importa porque hipocritamente tem mais valor para eles o bem estar de uma mosca varejeira de que o de um ser humano (desde que não sejam os próprios). Passaram já há algum tempo de úteis para ridículos.
  • E sobre a imbecilidade?: Devia haver impostos sobre a imbecilidade. A Quercus ia à falência amanhã
  • Não me lixem: Trabalho num edifício onde estes senhores da quer cús já estiveram e é caso para dizer que "bem prega Frei Tomás"! Tinham uma carrinha que largava uma poça de óleo onde estacionava, despejavam o lixo de forma "democrática", com tudo a ir para o mesmo contentor do lixo geral, fosse papel, plástico ou computadores! Mas nunca deixam de pregar a moral aos outros!
  • Jesus Cristo laico: Por vezes sou levado a pensar que os fundamentalistas da Quercus são terroristas. No caos em que se encontra o País estes petizes pretendem sacrificar Portugal e os portugueses para satisfação pessoal!
  • XXX: Eu nao sei se esses gajos teem apoios financeiros de alguem... DE qualquer forma peguem numa sachola e vao roçar om tojo para o meio do monte!!!! Trabalhar é o que lhes faz falta
  • E se fossem trabalhar???: Esta seita de cocós também quer lançar impostos? Agora a formiga tem catarro? Limitem-se à insignificância que são e já têm muita sorte de haver jornais que nos vão lembrando a vossa cretinice
  • Anónimo: Só cá faltavam estes porcos para animar mais a festa dos portugueses. Devem ter os combustíveis de borla por isso falam assim!
  • Lois: O gordo da Quercus devia era cortar na alimentação. Derretia as banhas e preservava recursos
  • luismartins351: Deveriam era CORTAR TODOS OS SUBDSIDIOS AOS MAMÕES DA QUERCUS e assim acabavam com as afirmações aberrantes dessa gentinha. Gente honesta que vive do seu ordenado não tem tempo para magicar e parir BERRAÇÕES.
  • Poluidor sem Trabalho: Aumentar impostos é sempre a solução mais fácil. O que precisamos é de postos de trabalho, de inovação e não de chorões e mamões de serviço. Esta Quercus mete nojo.
  • José: Ainda não repararam que esta foi mais uma notícia encomendada pelo PS? Desde que o PS é governo nunca mais a Quercus encontrou formigas que atravessam os locais aonde vão ser criadas autoestradas, ratos que nidificam aonde vão fazer barragens, etc etc é o que dá os subsídios...
  • Guerreiro: vamos todos reclamar no site da quercos entupir aquela ***., pode ser que eles percebam a porcaria que disseram.
  • Santos: Estes bananas da CÚercos, ou que é lá isso, devem ser daqueles que estão a mamar à conta do Estado, ou seja àq nossa conta. Vão trabalhar malandros.
  • CM: A Quercus tem contribuído mais para o descrédito entre os portugueses relativamente às questões ambientais do que qualquer outro organismo. As suas posições são invariavelmente fundamentalistas e próprias de quem se está pouco importando com as dificuldades e necessidades da população e os eu bem estar. esta subida dos impostos sobre os combustíveis não lembra ao diabo. Já não basta os portugueses ser tão sacrificados e massacrados com as medidas anti-crise e com o aumento escandaloso do preço combustíveis e estes idiotas vêm agora com uma proposta destas!:

domingo, 17 de Abril de 2011

Vai mais uma taxinha ao gasóleo?

Os impostos e taxas sobre combustíveis são uma das formas mais rápidas dos estados engordarem... Ainda há pouco tempo fizemos a previsão do gasóleo a 3.50€/litro em 2020. Todavia, esquecemo-nos que em cima das taxas a taxinhas actuais, que os políticos se lembrariam de somar mais!

Segundo o Correio da Manhã de hoje, Bruxelas propõe-se subir o preço do gasóleo em 15%, entre 2013 e 2018! Tudo isto invocando o CO2 como culpado, que ainda serve para desculpar a necessidade de aumento da gordura burocrata! Segundo a proposta da Comissão, "o objectivo é eliminar as distorções entre as diferentes fontes de energia, como é o caso da gasolina e do gasóleo". Na verdade, a consequência será um agravamento da competitividade europeia face às restantes economias! Como o refere o ACP claramente no artigo, adiantando que a proposta de directiva da Comissão Europeia "não só não resolve qualquer problema de mobilidade e ambiente como ameaça causar danos irreparáveis à economia".

quinta-feira, 14 de Abril de 2011

A Dark Economy - an inside perspective

Many of my international readers should know that Portugal is seeking a rescue package. The reason for the bailout? Strange as it may seem: a green economy that has gotten dark, so much darker... Portugal will be the ONLY country in the World, according to the IMF (check out Table 2.2), that will have a GDP negative growth in 2012! José Sócrates, Environment Minister between 1999 and 2002, and Prime Minister since 2005, is the person behind this tragedy. His green vision has brought Portugal some recognition amongst greenies, but mainly a dark future!

Almost everything imaginable in this Green promise has gone wrong. Murphy's law at its best:

Portugal was the first country with wave power in the world, at Aguçadoura; it broke down only two months later. Portugal has one of the biggest solar photovoltaic power stations in the World, at Amareleja, owned by Acciona, a Spanish company. The huge feed-in tariffs being paid for this solar energy is being sent to our neighbors...

Wind power has been a big bet. Big promises included green jobs, but the truth is that they are only a few thousands... The reality is that the more the wind blows, the poorer we get. This is true because wind feed-in tariffs are much higher than energy prices in the spot market.

With such a high share of wind energy, dam construction has started, so that they can be used for energy storage. A double cost, which would not be needed, if wind energy was not so big. But it doesn't stop here: gas power stations had to be paid for being in standby, rising even more the indirect costs of wind power.

Portugal has boasted that it exported electricity energy for the first time in 2010. The truth is that most of that energy was exported at zero cost, a strange concept with an easy explanation: when wind blows, especially at night, energy consumption is low; the same does occur also in Spain, so they don't need the energy. Spain exports it through France, and gets our excess energy for free. Once again, Portuguese consumers and taxpayers are subsidizing other richer countries...

It isn't no surprise that electricity prices are very high in Portugal. Despite slightly above the European mean value, the low income means that energy is comparably much more expensive in Portugal. And this is only half of the picture, as the KWh energy price accounts for only about 40% of the electricity bill, the rest being taxes and subsidies...

Gasoline and Diesel also have very high prices in Portugal, amongst the biggest in the World. The reason: multiple taxes and subsidies paid at the gas pump. All this has a great impact on the Economy, and is the main reason behind fuel tourism to Spain, where prices are much lower. In fact, they are so much lower, that near the border, people drive 50Km or more just to fill the tank!

Lately, things have gotten even worse. Sócrates is pushing for electric cars, but nothing in those cars is being made in Portugal. Once again, we are effectively paying for R&D being made somewhere else, without any advantage for the country. Despite being one of the countries with the highest lithium reserves in the World, no value is added in Portugal.

Portugal also has some well proven gas reserves. Despite that, they are not being explored, with tourism fears being invoked. My view is that Sócrates wouldn't go this way, as it is not green... And despite potential shale gas reserves being pointed out, no one talks about it in Portugal!

And I could continue. Talk about CO2 compensations sent to other countries, projects involving offshore wind or even more expensive solar energy. The truth is that the green promise has brought us a dark future. Remember this the next time someone tries to sell you a green economy...

terça-feira, 12 de Abril de 2011

Que grande seca

Um dos grandes alarmismos dos ecologistas da treta é a seca. Um tema que temos abordado repetidamente ao longo dos últimos anos. Particularmente relevante foi a criação, pelo Instituto de Meteorologia, do Observatório de Secas. Tudo isto baseado nas afirmações dos tretas-mor, como é o exemplo de Filipe Duarte Santos ("Períodos de seca deverão ser mais frequentes no futuro").

No dia em que o FMI começou a tratar da nossa saúde, ficamos a saber pela TSF que pelo menos a seca acabou (realces da minha responsabilidade):

A TSF conversou com o presidente do Instituto Nacional da Água, Orlando Borges, que explicou que a elevada precipitação nos últimos anos contribuiu para que o nível de armazenamento das barragens superasse o valor médio.
O que acontece pela primeira vez deste a seca de 2005, dispensando as autoridades, que vigiam o caudal das barragens, de emitirem qualquer orientação para a gestão das albufeiras.
Em alguns casos, o nível de armazenamento atinge mesmo os 80 a 90 por cento. Por isso, Orlando Borges revela a sua satisfação.

Por isso, há mais uns Observatórios e uns tretas que podem ser dispensados... A bem do País!

sábado, 9 de Abril de 2011

Mais do mesmo

Esta tarde, em casa de um amigo, vendo a Visão de 10 a 16 de Março passado, verifiquei as propostas que o PSD supostamente vai avançar. Na área do Ambiente, a única aposta parece ser a de "apostar no turismo de natureza, cultural, e ecoturismo e estudar o paradigma da Nova Zelândia e da Austrália para os Açores e Alentejo". Estudar? Francamente! Mas o que deita tudo a perder nestas propostas é mesmo a penúltima:

Apostar nas eólicas offshore [em mar alto] dando concessões a empresas nacionais e estrangeiras.

Já tínhamos observado que Pedro Passos Coelho tem fortes interesses neste domínio... E neste domínio a sua estratégia parece ser a de prosseguir a mesma estratégia explosiva do Socras: arrecadar dinheiro agora, e deixar os contribuintes/consumidores pagar com juros depois! Se a eólica offshore não é viável em regiões com potencial de vento muito forte, como o esperam que seja ao largo da costa portuguesa, onde a intensidade do vento é muito menor, como a imagem acima documenta?

quarta-feira, 6 de Abril de 2011

Mentir compulsivamente até ao fim

Andou todos estes anos a fazer porcaria! Não só na área de intervenção da Ecologia, como em todas as outras, mas que aqui sistematicamente expusemos. É preciso agora começar a limpar a trampa daquele que nos andou sistematicamente a enganar. Mentir compulsivamente é uma doença, mas para isso há tratamento! Só espero que ele fosse coerente, e se fosse embora de vez, como ele próprio afirmou. Mas é preciso preservar a imunidade parlamentar, porque toda a verdade virá sempre à tona...

segunda-feira, 4 de Abril de 2011

Eólicas não são renováveis?

Axel Kleidon, do Instituto Max Planck, da Alemanha, saiu-se com uma teoria verdadeiramente céptica... A de que a energia eólica e das ondas não é verdadeiramente renovável! Utilizando as leis da termodinâmica, Miller, Gans e Kleidon conclui que a utilização da energia eólica em grande escala causará mais problemas do que aqueles que resolve...

Quando a energia que chega do Sol atinge a Terra, alguma dela provoca os ventos e as correntes oceânicas. A restante é dissipada como calor, e dificilmente é aproveitada. Aplicando as leis da termodinâmica, Kleidon afiança que um maior apoveitamento da energia eólica gerará uma grande quantidade de percas ... de calor! Ele continua com a observação de que os parques eolicos seráo os primeiros afectados!

Nada disto é novo para mim. A compreensão das leis da termodinâmica permite um conjunto de conclusões muito simples! Já o havia observado antes. Via Plaza Moyua, temos ainda acesso chegamos a um artigo da IEEE Spectrum, cuja digitalização incluo abaixo, e que dá uma visão negra da Energia Verde das eólicas, incluindo problemas entre países...

sábado, 2 de Abril de 2011

O BPI é que sabe

Confesso que não estava à espera. Que um Banco malhasse na política energética do governo. O BPI lançou esta semana um estudo em que analisa as propostas chuchalistas, nomeadamente no domínio das energias renováveis. Podem ver uma apresentação do estudo aqui, com o documento completo aqui, que fica como uma referência! Entretanto, deixo aqui as três conclusões do estudo, nada novidade para os leitores do blog (realces da minha responsabilidade):

A tecnologia fotovoltaica não é actualmente minimamente competitiva com as restantes tecnologias de produção de electricidade, pelo que os investimentos previstos, de cerca de 1.344 MW e 4,7 mil milhões de euros, não devem ser efectuados, pelo menos até que esta tecnologia atinja uma maior maturidade tecnológica.

Os investimentos previstos na central termoeléctrica a gás natural de Sines (830 MW) e em centrais hídricas (considerando tanto a nova potência, como os reforços de potência) são suficientes para fazer face ao consumo de electricidade estimado em ponta até 2020, pelo que o investimento previsto na central termoeléctrica de Lavos, com 830 MW de potência instalada e 540 milhões de euros de investimento, não deve ser implementado.

Dado o actual contexto de endividamento e de mercados financeiros, o investimento previsto em nova potência eólica, ascendente a 2.619 MW de potência instalada e a 3,4 mil milhões de euros, deve ser adiado.