sexta-feira, 30 de Outubro de 2009

Monckton a malhar em Copenhaga

Mais um marco histórico na luta contra os alarmistas! Glenn Beck entrevistou Lord Monckton, que malhou forte em Copenhaga, e deve ter criado cá um problema nos Americanos... Vejam a entrevista e decidam por vocês...

Não percam o Novo Governo Mundial, no vídeo 1, pelas 6:24, nem a lição sobre a demonstração da inutilidade do tratado de Copenhaga, no vídeo 4, pelas 0:56. No mesmo vídeo 4, o imposto internacional aparece aos 3:55. Mas não percam especialmente o último vídeo, aos 5:05 (especialmente a partir dos 5:52), correspondente ao final da entrevista. O Al Gore deve ter as orelhas quentes. O cobarde!

Actualização: Já existe igualmente uma transcrição da primeira parte do programa.

Mar subiu entre 1879 e 1915

Os estudos da treta dão nisto. Uma equipa internacional de cientistas ambientais afirma que o ritmo de subida dos mares está a acelerar! Afirmam que tal foi o caso, pelo menos na Carolina do Norte, com a subida a ser três vezes maior no Século XX, que nos últimos 500 anos.

Curiosamente, para esta equipa de investigação internacional, liderada por Andrew Kemp, o principal período de subida aconteceu entre 1879 e 1915!? Para eles, tal aconteceu num período de mudança industrial para aqueles lados, que pode evidenciar uma ligação às alterações climáticas.

Que a subida dos mares tem sido uma constante desde a última glaciação, todos sabem. Há 18000 anos o nível do mar estava 120 metros abaixo donde está hoje, pelo que a subida do Século XX até é pequena, quando comparado com a subida no período 13000aC - 5000aC.

Mas será que estes investigadores da treta não se esqueceram de algo? Será que eles olharam para as temperaturas naquele período, que evidenciam uma descida acentuada!!! Será que eles olharam para as emissões de CO2 nesse período, que não foram nada de especial?

www.upenn.edu/pennnews/article.php?id=1748

terça-feira, 27 de Outubro de 2009

Os pais fod*ram o planeta


O título é muito forte, mas pior é observar a mensagem que o Partido Verde do Canadá dirige aos jovens do seu país. Num site dedicado aos jovens canadianos, o partido escreveu literalmente "Os teus pais fod*ram o planeta"! Incita os jovens a fazer algo sobre o problema, vivendo e votando Verde.

Só mesmo vendo se pode acreditar na estupidez desta gente ecologista!

http://youth.greenparty.ca/en/

Optimo Climático do Holoceno

Alguns leitores escreveram-me a respeito da posta das palmeiras do Árctico de ontem, questionando o seu interesse. É preciso que se perceba que a mensagem actual dos alarmistas asenta no facto de que as temperaturas que hoje experimentamos são as mais elevadas de sempre. Al Gore, no filme "A Verdade Inconveniente", ilustra esse facto, subindo a um monta-cargas, para mostrar onde supostamente estão as temperaturas e para onde vão. O que eles temem é que o Zé Povinho mundial saiba que as temperaturas já foram muito mais elevadas no passado, pois isso desmonta imediatamente a teoria do Aquecimento Global antropogénico!

Como o passado climático de há 50 milhões de anos confunde muita gente, hoje abordarei o óptimo climático do Holoceno, que ocorreu sensivelmente entre os anos 7000 a.C. e 3000 a.C. Nesse período, nomeadamente no Árctico, verificavam-se temperaturas superiores às que hoje são observadas, sendo que tal é uma evidência em 120 localizações de 140 localizações estudadas. Nesse período, os estudos chegam a demonstrar temperaturas superiores até 3ºC, em relação às temperaturas actuais. Consequentemente, o gelo sobre o Oceano Árctico era naturalmente muito menor.

Curiosamente, esta verdade é suportada em múltiplos estudos, quase todos anteriores a 2004. Desde então para cá, os cientistas não são pagos para dizerem verdades inconvenientes, como a de que as temperaturas actuais não são, de facto, historicamente muito elevadas!

Alguns desses estudos estão referenciados nos links abaixo. Deles foram extraídas as imagens acima, que convergem no facto de que o Óptimo Climático do Holoceno registou temperaturas superiores às actuais, assim anulando completamente as tretas de Al Gore e companhia...

http://faculty.eas.ualberta.ca/wolfe/eprints/Wolfe%20et%20al%20QSR%202000.pdf
http://faculty.eas.ualberta.ca/wolfe/eprints/Kaplan%20et%20al%20QR%202002.pdf
http://faculty.eas.ualberta.ca/wolfe/eprints/Joynt&Wolfe%20CJFAS%202001.pdf
http://faculty.eas.ualberta.ca/wolfe/eprints/Wooller%20et%20al%20JOPL%202004.pdf
http://www.gi.ee/pdfid/10616.pdf
http://imars.usf.edu/~cmoses/PDF_Library/Gagan%20et%20al%201998.pdf
http://esp.cr.usgs.gov/research/alaska/PDF/KaufmanAger2004QSR.pdf
http://bprc.osu.edu/Icecore/masson.pdf

segunda-feira, 26 de Outubro de 2009

O dark side do verde

várias vezes alertamos aqui sobre os vários estudos que apontam para a realidade negra das energias renováveis. Juntei-as todas na etiqueta Economia Verde, que podem consultar clicando também no lado esquerdo do blogue.

Desta vez foi a Newsweek a chamar a atenção para o dark side da energia solar na Alemanha. Começa com a constatação do facto de que todos os anos os governos e os consumidores gastam 100 biliões de dólares a encorajar o mercado das energias alternativas. Prossegue com a identificação deste defeito genético que apenas garante uma enorme quantidade de desperdício, abrindo a porta à manipulação, muitas vezes atingindo resultados contrários aos objectivos propostos!

O exemplo referenciado em maior detalhe é o da energia solar na Alemanha. Que significará um total de subsídios de 115.5 biliões de dólares em 2013. Feitos para aumentar a utilização, diminuindo o preço, supostamente pelo efeito de escala, o que está a acontecer é precisamente o contrário. Aliás, o único factor que contribuiu para baixar o preço foi, curiosamente, o abandono por parte de Espanha, de subsídios similares!

www.newsweek.com/id/219295?from=rss

Palmeiras no Árctico

No site da revista Nature Geoscience apareceu um artigo surpreendente, que revela que há muito tempo existiram palmeiras no Árctico! É verdade que já foi há muito, muito tempo, há cerca de 50 milhões de anos. Segundo o principal autor, Appy Sluijs, da Universidade de Utrecht, da Holanda, o Árctico "seria muito semelhante em termos de vegetação à Florida".

Na verdade, nunca se havia encontrado evidência de palmeiras tão a Norte, com Sluijs a fazer esta descoberta através de sedimentos a cerca de 500Km do Polo Norte. Para além de pólen de palmeiras, foi igualmente encontrado pólen de coníferas, carvalhos e outras árvores. Tal significa que nos meses mais frios, a temperatura não podia ser inferior a 8ºC!

Este estudo é surpreendente! Embora fosse há muito tempo, na verdade estamos muito longe da possibilidade de sequer equacionar árvores nessa zona, quanto mais palmeiras. E ainda dizem que vivemos tempos únicos?

www.nature.com/ngeo/journal/vaop/ncurrent/abs/ngeo668.html

domingo, 25 de Outubro de 2009

Obama esquece Aquecimento Global


Obama não é fã do Aquecimento Global. Já aqui referimos como George Bush se referia mais ao Aquecimento Global que Obama. E a confirmação continua, com o seu recente discurso no MIT na passada sexta-feira, cuja visualização é possível no link abaixo. Nem uma única referência ao Aquecimento Global, ou ao cap & trade, e apenas duas às Alterações Climáticas... Em vez disso, o tema da política energética foi repetidamente mencionado...

Obviamente, os ambientalistas não gostaram! Obama até gaguejou na falha dos seus queridos telepontos (aos 8:06 e sobretudo aos 14:27). Se fosse a Sarah Palin, já estaria em todos os noticiários, mas estamos a falar do Prémio Nobel da Paz! Mas o problema maior é o presidente dos Estados Unidos, um país que supostamente apregoa a democracia e a liberdade de expressão, dizer o que diz a partir dos 23:06

So we are seeing a convergence. The naysayers, the folks who would pretend that this is not an issue, they are being marginalized. But I think it's important to understand that the closer we get, the harder the opposition will fight and the more we'll hear from those whose interest or ideology run counter to the much needed action that we're engaged in. There are those who will suggest that moving toward clean energy will destroy our economy -- when it's the system we currently have that endangers our prosperity and prevents us from creating millions of new jobs. There are going to be those who cynically claim -- make cynical claims that contradict the overwhelming scientific evidence when it comes to climate change, claims whose only purpose is to defeat or delay the change that we know is necessary.

So we're going to have to work on those folks. But understand there's also another myth that we have to dispel, and this one is far more dangerous because we're all somewhat complicit in it. It's far more dangerous than any attack made by those who wish to stand in the way progress -- and that's the idea that there is nothing or little that we can do. It's pessimism. It's the pessimistic notion that our politics are too broken and our people too unwilling to make hard choices for us to actually deal with this energy issue that we're facing. And implicit in this argument is the sense that somehow we've lost something important -- that fighting American spirit, that willingness to tackle hard challenges, that determination to see those challenges to the end, that we can solve problems, that we can act collectively, that somehow that is something of the past.


Nós somos alguns desses folks. Que trabalho quererá ele fazer connsoco? E entretanto, no caminho da Nova Ordem Mundial, a estratégia é aprovar as novas leis e tratados à sucapa... Sem debate nem argumentação, porque somos todos cinicamente estúpidos!

http://amps-web.mit.edu/public/amps/webcast/2009/obama-2009oct23/ondemand.html

sexta-feira, 23 de Outubro de 2009

Furacõezinhos gorados


Quem viu "A Verdade Inconveniente", do tretas Al Gore, não esquece que uma das previsões mais claras, resultante do Aquecimento Global, seria o incremento da actividade dos furacões. Ele próprio refere no filme, erradamente claro, que a devastação do Katrina foi devida ao Aquecimento Global. Ainda hoje, o site de Al Gore, refere como primeiro item da página, que o número de furacões de categoria 4 e 5 quase que duplicou nos últimos 30 anos... Mas entretanto, Al Gore deixou de apresentar o slide que habitualmente dedicava aos furacões. Porque será?

A realidade é que o valor do ACE (Accumulated Cyclone Energy) é o mais baixo dos últimos 30 anos, conforme pode ser visto na imagem acima! O ACE exprime a actividade de ciclones tropicais individuais e estações de ciclone tropicais completas, particularmente a estação de furacões do Atlântico Norte, sendo calculado de seis em seis horas.

A análise do gráfico confirma que os valores mínimos são registados, quer para o Hemisfério Norte, quer para a totalidade do globo! E há ainda que referir que há tantos anos atrás a detecção da intensidade destas tempestades era mais problemática, pelo que os investigadores estimam como possível que o ACE dessas décadas anteriores tenha sido subestimado.

Estes dados seguem-se a uma temporada de furacões desoladora, como já havíamos aqui referido. Até o nosso Instituto de Meteorologia alinhou no alarmismo da treta, apostando no cavalo errado dos furacõezinhos gorados, com treze notícias nas últimas cinquenta e duas a serem dedicadas ao tema, muitas vezes a tempestades tropicais do Pacífico. Em contrapartida, falaram eles das tempestades de neve e frio que atingiram recentemente a Europa, aqui tão ao lado? Claro que não!

www.coaps.fsu.edu/~maue/tropical/climo.php

quinta-feira, 22 de Outubro de 2009

Neve de regresso

A neve já regressou à Europa há vários dias, e chegou há duas noites à nossa Serra da Estrela. No nosso país, e segundo a notícia do Correio da Manhã, um dos elementos do Centro de Limpeza de Neve afirmou que "Até nós já tínhamos saudades"!

Nos outros países da Europa, a neve trouxe caos e morte, e um início madrugador para a temporada de esqui. Para os que gostam deste desporto, este ano promete ser novamente sensacional, com os resorts dos Alpes a já terem um metro de neve, e a abrirem duas semanas antes do previsto! Mas o pior foram os milhares que ficaram sem electricidade, e já três mortes na Polónia, incluindo um pastor, que morreram congelados.

Os recordes foram mais que muitos. Na Baviera, por exemplo, foi atingida a temperatura de -24.3ºC, um recorde absoluto para o mês de Outubro! É verdade que uma andorinha não faz a Primavera, mas que dá que pensar, dá!

www.express.co.uk/posts/view/135021/Chaos-in-the-snow-as-winter-bites-early
www.thelocal.de/society/20091020-22693.html
www.swissinfo.ch/eng/news/international/Central_Europe_hit_by_heavy_snow_high_winds.html?siteSect=143&sid=11353748&cKey=1255549977000&ty=ti

quarta-feira, 21 de Outubro de 2009

Jornalistas endoutrinados

O endoutrinamento a que os jornalistas se subjugam é uma coisa asquerosa! Veja-se o caso de Fernando Urbano, de A Bola, na notícia do link abaixo, sobre como "Portugal vai jogar num batatal na Bósnia". Veja-se alguns extractos da notícia, sendo os realces da minha responsabilidade:

O director de departamento de futebol e formação da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Carlos Godinho, chegou ontem a Zenica, cidade onde terá lugar o encontro decisivo e ao princípio da noite traçou o quadro a A BOLA: «Está muito frio. A cidade é montanhosa [318 metros acima do nível do mar] e o clima é típico das regiões altas. Neste momento o termómetro regista apenas um grau e não se esperam melhoras para Novembro. Tal como Sarajevo [capital da Bósnia], as colinas já estão cobertas de neve

Mas se o frio é algo que os homens não podem mudar (a Humanidade sim, mas isso fica para a cimeira de Copenhaga, em Dezembro, onde vão ser debatidas as medidas a tomar para combater as alterações climáticas), o mesmo não se pode dizer do relvado (...) Hoje [ontem] estava ainda pior: tinha muita lama por causa da chuva e neve que caiu

É difícil perceber a mente do jornalista... Será que ele queria um bocado de Aquecimento Local para aqueles lados? Ou será que ele quer que o Verão de S. Martinho se mude para aqueles lados? Eu não quero!

www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=180107

terça-feira, 20 de Outubro de 2009

Malhar no Aquecimento Global

Os alarmistas entram em pânico sempre que sai mais um artigo peer-reviewed que contribui para o reforço de que os tempos que vivemos não são extraordinários, em termos das temperaturas registadas. Como dizia o outro, os cientistas estão a tomar-lhe o gosto, e a malhar no Aquecimento Global!

Um dos estudos revelados esta semana, no primeiro link abaixo, tem um título muito sugestivo, e que aponta para a evidência de um período mais quente durante os séculos XII e XIII, na ilha de Southampton, em Nunavut no Canadá. As temperaturas inferidas são-no para o mês de Agosto, que são importantes até no contexto da extensão do gelo do Árctico. Rolland et al. chegaram à conclusão que temperaturas mais elevadas foram registadas entre os anos 1160 e 1360, os quais correspondem ao Período Quente Medieval. Tais temperaturas foram ligeiramente mais elevadas que as registadas há uns anos atrás. O estudo determinou também, com clara evidência, os sinais da Pequena Idade do Gelo, da qual há igualmente muitos registos históricos.

No outro artigo, no segundo link abaixo, observou-se uma relação entre o crescimento dos anéis de árvores no norte do Reino Unido, e a densidade de fluxo da radiação cósmica! O estudo foi efectuado com base em árvores recentemente cortadas e dados climatológicos registados numa estação próxima. Ou seja, os raios cósmicos tiveram mais impacto no crescimento das árvores de que a temperatura ou precipitação!

O que é que estes dois estudos significam? O segundo demonstra que a evolução das temperaturas históricas, que são maioritariamente baseados nos anéis das árvores, pode estar completamente engatado. E o primeiro reforça efectivamente a verdade histórica, e não a de simulações!

www.cen.ulaval.ca/paleo/Publications/Articles/Rolland.2009b.pdf
http://www3.interscience.wiley.com/journal/122597017/abstract

sábado, 17 de Outubro de 2009

A nova ordem mundial

O documentário "The Obama Deception", no primeiro vídeo abaixo, dá-nos uma visão muito forte de como o Mundo anda iludido. Até mete medo ao ver o documentário, que parece estar para além do limite da Teoria da Conspiração! A nova ordem mundial parece estar à beira de conseguir o domínio mundial, e como já havíamos aqui referido, o Aquecimento Global parece ser uma das peças mais importantes nesta estratégia!

Esta semana, no Minnesota, Estados Unidos, Christopher Monckton, ex-conselheiro da primeira ministra Margaret Thatcher, e um dos mais esclarecidos pensadores no movimento que desafia as teorias do Aquecimento Global antropogénico, voltou a largar a bomba. Segundo ele, os Estados Unidos e todos os países do Mundo assinarão um tratado em Copenhaga, que poucos conhecem. Uma leitura do que está proposto permite concluir que um novo Governo Mundial está a ser criado. Esse Governo, segundo o artigo 38º, administrará os fundos recolhidos dos países ricos, que supostamente distribuirá aos países pobres, Uma redistribuição de riqueza, ao velho estilo comunista. Curiosamente, no documento, não aparecem os conceitos de "eleição", "democracia" ou "voto". O segundo vídeo abaixo, da sua apresentação, é superior a hora e meia, e a quantidade de slides da apresentação é de 174!

Mas não se deixem enganar facilmente. Não é o comunismo que está de volta! É uma nova forma desta Nova Ordem reinar. Ela extorquirá os poucos recursos que ainda restam nos bolsos dos cidadãos mundiais, e a seguir reinará a ditadura dessa Nova Ordem. Quem está por trás dela não se sabe, nem interessa. Não interessa que seja o Novo Capitalismo ou o Novo Comunismo, os chineses ou o Bin Laden!

Urge acção e divulgação! Estamos a condenar o nosso futuro e a submeter-nos a uma nova ditadura!

sexta-feira, 16 de Outubro de 2009

A Máfia Lusitana

Não foi o Jornal da Noite da TVI da Manuela Moura Guedes, mas a reportagem abaixo é louvável. Isto sim é verdadeiro jornalismo! A TVI descobriu e documentou, o depósito ilegal de centenas de toneladas de resíduos tóxicos e de lamas em aterros clandestinos. Não sei quantos tempo consumiram, mas descobriram sete aterros ilegais!

E o que descobre o Ministério do Ambiente, com toda a sua horda de funcionários? E o que fazem as associações ambientalistas? Tirando a notável exposição de Domingos Patacho, os outros estão certamente entretidos com o CO2 e/ou concentrados na passeata a Copenhaga... E o que faz a GNR? Interpela os cidadãos que valentemente atravessam os carros para denunciar a situação!

Como diz um cidadão na reportagem: O povo está farto!




www.tvi24.iol.pt/ambiente/residuos-mafia-portuguesa-mafia-residuos-ambiente-poluicao/1096328-4070.html
www.tvi24.iol.pt/videos/video/13175928/1436

quinta-feira, 15 de Outubro de 2009

Aumentos de energia

Vem aí um novo aumento dos preços de energia eléctrica, em 2010. Todos se mostram escandalizados com os aumentos, sobretudo porque a taxa de inflação será muito inferior. Como dizia Mário Frota, da Associação Portuguesa de Direito do Consumo, no noticiário das 19 horas da TSF, "nada faria prever que o preço da electricidade, pelo menos aos domésticos, pudesse sofrer alterações. Este aumento surpreende, este aumento é clamorosamente injusto, este aumento vai queimar a bolsa dos consumidores..."

Ora, estes senhor e outros deveriam andar mais bem informados. A ERSE deu três explicações para a subida:

1-Efeito da redução do consumo de electricidade
Quanto mais se consome electricidade, menor é o custo unitário da energia. Logo, na presença de uma crise económica, ou num cenário de racionalização de consumo de energia eléctrica, o preço do KWh sobe...

2-Incrementos dos custos da Produção em Regime Especial (PRE)
O incentivo da produção de electricidade através de fontes de energia renováveis traduz-se num custo muito significativo. Quanto mais energia verde produzirmos, naturalmente mais vamos pagar!

3-Amortização e juros da dívida gerada pela fixação das tarifas para 2009
O célebre défice tarifário. Não pagamos no passado, não pagamos no presente, algum dia teremos que pagar, e com juros!

A estes senhores que agora botam faladura, interessa perguntar:
-Estão a favor da redução do consumo de energia eléctrica, através da racionalização do consumo?
-Estão a favor do reforço da produção de energias renováveis?

Se sim, a qualquer uma delas, então não se queixem!

www.erse.pt/pt/imprensa/comunicados/2009/Comunicados/COMUNICADO_TARIFAS%20EE%20%202010.pdf
http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=1391849

terça-feira, 13 de Outubro de 2009

Verniz a estalar

O verniz do Aquecimento Global está a estalar. E a discussão a aquecer. Ontem, na CNN, mais um marco histórico, com o Lou Dobbs a interiorizar a ideia de que também andou todos estes anos enganado! Alguns excertos do prórpio Dobbs são a seguir referidos, mas vejam e leiam a transcrição no link abaixo.

-Yes, well the actual point of contention, as I recall - I love the way that Al Gore makes it sound like that was 200 years ago. That was just two years ago, 2007. It involved four drowning polar bears. It turns out they didn't. That's sort of straightforward and a simple fact isn't it?

-All right. Let's go to a couple of things. The BBC climate reporter this weekend I think probably shook up society there a bit this weekend, talking about the fact that over the course of the - of this new millennia, young though we are, nine years into it, he begins his lead, 'You may be surprised to learn that the hottest year recorded is not 2008, not 2007, nor one of the previous - the last ten years, but rather you have to go back to 1998.' And I have to say, I think most people would say - what? Because they've been led to believe that the climate is warming almost daily.

www.climatedepot.com/a/3306/CNNs-Lou-Dobbs-Hosts-Rare-Global-Warming-Debate-Over-Gores-Errors--Mocks-claim-that-capandtrade-is-market-based-plan-Video

As questões climáticas e os computadores


José Carlos Almeida de Azevedo é douturado em Física pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), foi reitor da Universidade de Brasília (UnB) e capitão engenheiro da Marinha de Guerra do Brasil. Deu uma entrevista a uma revista brasileira. Vale a pena realçar alguma das suas observações:

-Em Manaus, ainda esta semana, terminou a reunião da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência). Um amigo meu, Luiz Carlos Molion, climatólogo altamente competente, que considera ridículas essas coisas todas de IPCC, fundamentou cientificamente a tese de que as grandes mudanças do clima não ocorrem por ação humana.
-Eles têm supercomputadores, e nesses supercomputadores tira-se o resultado que se quiser. O computador é lixo para dentro e lixo para fora. O que se coloca no computador para ele processar, é processado. Se eu colocar que o nível de CO2 no ar hoje é 20%, e perguntar quanto será daqui a tantos anos, roda aquela parafernália toda, com um custo fantástico, e resulta uma produção de falsos trabalhos científicos, hipóteses pseudo-científicas que não têm nenhuma importância.
- Os governos, em particular o nosso, investem muito em equipamentos, em supercomputadores, para fazer essas projeções climáticas que não valem absolutamente para nada. É uma coisa curiosa, mas os meteorologistas que são competentes e dedicados trabalham no dia-a-dia, fazem as projeções ou previsões para uma semana, no máximo para dez a 15 dias. Esse pessoal do IPCC, que cuida de projeções climáticas por computador, faz projeções para 20 ou 100 anos futuros. Ninguém vai conferir, mas daqui a 100 anos o nível dos mares...
- Em minha opinião, para terminar com o aquecimento global tal como ele existe, é só desligar a eletricidade desses computadores... Não é uma ironia, é uma afirmação que faço até com alguma responsabilidade científica.

www.catolicismo.com.br/materia/materia.cfm/idmat/6266FC5A-3048-313C-2EDF149452E684C4/mes/Setembro2009

segunda-feira, 12 de Outubro de 2009

Duplo aniversário

Há dois anos que existe o blog Ecotretas. Depois de mais de 50000 visitas, de muitos apoios e de muitas mais críticas, penso que ainda há muitos mais tretas a expôr...

Há dois anos, ao Al Gore foi atribuído o prémio Nobel da Paz. Desde então para cá ganhou muito dinheiro percorrendo o Mundo (e emitindo muito CO2 no processo), fazendo muitas conferências. Sem direito a perguntas. Muito recentemente, aceitou responder a 10 perguntas de jornalistas ambientais. Pensava que estava a jogar em casa. Mas o director do documentário "Not Evil Just Wrong" voltou a fazer das suas, como podem ver no video abaixo... Gore, engasgado, lá foi protegido pela organização do evento, que só desligando o microfone de Phelim McAleer, o calou!

sábado, 10 de Outubro de 2009

Campanhas estúpidas


A Nature considera que a campanha para adormecer as criancinhas inglesas, visível no primeiro vídeo acima, é a pior de todos os tempos. É claro que é um péssimo exercício, mas certamente a Nature não conhecia a campanha da Quercus, no segundo video acima.

Em qualquer um dos casos, o acentuar do alarmismo evidencia a percepção que corre entre os ecologistas de que a mensagem não está a passar. Como não está a passar, é necessário dramatizar ainda mais essa mensagem! É óbvio, que cada vez mais as pessoas comuns questionam se tais barbaridades são verdadeiras. E o efeito boomerang abater-se-á sobre estes energúmenos...

Tal é evidente na subida de visitantes que este blogue e outros sites têm tido nos últimos tempos. A análise das pesquisas do Google que conduzem ao Ecotretas são um caso exemplar disso. Felizmente, a Internet democratizou verdadeiramente o acesso à Informação, depois da ditadura e chantagem que vigora sobre os Media tradicionais...

http://blogs.nature.com/news/thegreatbeyond/2009/10/worst_climate_campaign_ever.htm

sexta-feira, 9 de Outubro de 2009

Prémio Nobel da Paz

Dois anos depois, o Comité do Nobel Norueguês voltou a siderar todo o Mundo com a sua escolha do Prémio Nobel da Paz. Para o prémio deste ano, as submissões terminaram a 1 de Fevereiro, e portanto com apenas 11 dias de presidência, Obama foi nomeado, e como provavelmente todos já sabem, hoje foi-lhe atribuído o Prémio Nobel.

O melhor comentário que vi até agora é sem dúvida o da Sky News: Tim Marshall, editor de assuntos internacionais é caústico: "Para o ano devemos dar o prémio à Miss Mundo. Todos os anos a Miss Mundo nos diz que quer paz no Mundo e um Mundo livre de armas nucleares. É uma esperança, uma aspiração.".

Mas esmiuçando o comunicado do Comité, vemos que as alterações climáticas não poderiam faltar, e como os Estados Unidos, com Obama, estão agora a desempenhar um papel mais construtivo na luta contra essas alterações climáticas. Algo que foi desmontado há poucas semanas, conforme aqui nos referimos. Afinal, nesta parte do campeonato, até Bush já tinha feito mais pelo clima do que este...

Mas ele há prémios que podem vir a ser muito inconvenientes. Para além das guerras que Obama reforçou (eg. Afeganistão), a entrega do Prémio Nobel coincidirá com a Cimeira de Copenhaga. A entrega do Prémio é a 10 de Dezembro, enquanto a Cimeira decorre de 7 a 18 de Dezembro. Com a penúltima reunião de Bangkok a não ir a lado nenhum, há apenas mais uma paragem em Barcelona... E não tenham ilusões: a cambada de pedintes, que até já inclui a miserável Arábia Saudita, engrossará e reforçará as suas exigências. Pode ser que parte do prémio de 1 milhão de euros do Comité seja para entregar aos pedintes...

http://nobelprize.org/nobel_prizes/peace/laureates/2009/press.html
http://en.cop15.dk/news/view+news?newsid=2315

quinta-feira, 8 de Outubro de 2009

Ecologistas troca-tintas

Stephen Schneider é o estereótipo do ecologista espertalhão, desenrascado, troca-tintas! Tem tudo para ser admirado pelos seus pares, e ser seguido não tarda nada...

Vem isto a propósito da fuga para a frente que muitos ecologistas começam a encetar. Agora que se está a começar a perceber que a história do CO2 não irá muito mais além, é preciso continuar a assustar, com outra coisa qualquer! Como já referenciei aqui no passado, o próprio Schneider deu o mote num célebre artigo que apareceu na revista Discover de Outubro de 1989, páginas 45 a 48: "we have to offer up scary scenarios, make simplified, dramatic statements, and make little mention of any doubts we might have...each of us has to decide what the right balance is between being effective and being honest."

Stephen Schneider fala por experiência própria. O que ele preferia esconder, é cada vez mais difícil nos tempos modernos da Internet. O primeiro vídeo abaixo, do canal História, que recomendo vivamente, fala da experiência que foi o Inverno de 1976 na América do Norte. Schneider aparece aí (a partir do minuto 6:04) a comentar soluções para evitar a próxima Idade do Gelo!

No segundo vídeo (a partir do minuto 41:40), de 1990, Schneider tenta a estratégia do disse, não disse, não interessa. Quando confrontado pelo entrevistador, ele primeiro nega o que disse, depois admite que na verdade era o que era verdade na altura, mas não em 1990. Mas tem a certeza que está certo! Daqui a 10 anos (ou muito menos talvez), não se sabe o que dirá...

Agora, Schneider foi novamente entrevistado, pelos realizadores do documentário "Not Evil Just Wrong", que promete ser o filme inconveniente do ano! A coisa deve ter corrido tão bem que a própria Universidade de Stanford proibiu a entrevista de ir para o ar! Podem ver mais no link abaixo, e no terceira vídeo abaixo. Vão ficar siderados!

quarta-feira, 7 de Outubro de 2009

Gelo a mais na Antárctida


Preparem-se para mais uma notícia que provavelmente não será notícia. O degelo de Verão da Antárctida (Outubro/2008 a Janeiro/2009) foi o menor de que há registo desde a existência de dados de satélite. O artigo saiu na Geophysical Research Letters, e tem como autores Marco Tedesco e Andrew J. Monaghan.

A extensão do gelo da Antárctida é raramente referida nos media, porque os ecologistas impostores sabem que é uma verdade inconveniente. Há neste momento cerca de 16 milhões de Km2 de gelo no mar da Antárctida, uma anomalia positiva de quase 1 milhão de quilómetros quadrados relativamente à média de 1979 a 2000!

www.agu.org/pubs/crossref/2009/2009GL039186.shtml

Sanitas dos aviões vão ficar mais libertas

Cada quilo conta num avião. Os especialistas sabem exactamente quanto é que custa, para cada viagem, um quilo a mais. Por isso é que temos limite de peso nas bagagens, talheres em plástico, e muitos mais truques que as companhias de aviação utilizam, para minimizar o peso.

Mas sempre houve relutância em ir mais além. Até porque os passageiros podem ficar chateados... Mas a companhia japonesa All Nippon Airways introduziu uma nova norma antes do embarque: aos passageiros é pedido que se desloquem à casa de banho antes do vôo. Para largar peso, quer líquidos, quer sólidos... Tudo em nome do ambiente, porque ao utilizar menos combustível, está-se a poluir menos o ambiente!

Com a medida, a empresa espera economizar pelo menos cinco toneladas em emissão de carbono cada mês. Quanto isso representa em combustível ou dinheiro, não interessa aos passageiros... Qualquer dia não se espantem de pagar ao peso. Ou de ser obrigatório uma ida ao ginásio antes de embarcar... Tudo em nome dos lucros das companhias aéreas!

http://sn1.globo.com/?act=visualizar&id=112097

terça-feira, 6 de Outubro de 2009

Político a afogar-se, literalmente


Não há forma fácil de classificar a estupidez de alguns políticos. Mohamed Nasheed já aqui foi referido, e desde então para cá o turismo para as Maldivas tem continuado a diminuir, apesar do aumento pontual de Agosto. A isso não será alheio a crise económica mundial, mas as taxas e taxinhas introduzidas não melhoram a coisa!

Por isso Nasheed propõe algo mais radical: a 17 de Outubro, vai reunir o seu Conselho de Ministros debaixo de água. Isso mesmo! O objectivo é chamar a atenção para a subida do nível médio dos oceanos e para a necessidade de redução das emissões de gases com efeito de estufa. Mas o que ele quer sei eu!

A verdade é que estes políticos só vão dando tiros nos pés. Qualquer investidor não investirá certamente nas Maldivas a partir daqui, pelo menos se acreditar no presidente Nasheed: é que ninguém quer ver o seu dinheiro ir por água abaixo... E o efeito publicitário será enorme: Vá para as Maldivas, mas leve uma garrafa de oxigénio, se quiser ter a certeza que sobrevive!

Mas o problema resolvia-se bem se aparecessem uns tubarõezinhos por aqueles lados...

http://ecosfera.publico.pt/noticia.aspx?id=1403902

segunda-feira, 5 de Outubro de 2009

O palhaço Peter Tatchell

Enquanto os últimos estilhaços da farsa do dióxido de carbono ainda estalam por aí, já começam a aparecer as próximas palhaçadas... No Reino Unido, Peter Tatchell do Partido Verde lá do sítio, já começou a avisar que existe uma crise mais séria que a do CO2: segundo ele, a actividade humana reduziu os níveis de oxigénio para um terço, ou mesmo mais de metade, nas cidades mais poluídas!

Qual é a realidade? A percentagem de oxigénio na atmosfera tem rondado 20.95%, nos últimos milhares de anos. Comparem esta percentagem com a do CO2, que é de 0.038%: se o homem dificilmente tem mexido na percentagem de CO2, como é que acham que tem mexido na do oxigénio? A quantidade de oxigénio na atmosfera é tão grande que o Homem é completamente incapaz de alterar a sua composição. A quantidade de oxigénio na atmosfera é de aproximadamente 10^15 toneladas, o que dá cerca de 150000 toneladas per capita.

Então, o que confunde Peter Tatchell? Certamente o seguinte: os níveis de CO2 subiram um pouco menos de 50% desde a revolução industrial. Como para produzir CO2 é preciso consumir oxigénio, ele deve pensar que este reduziu-se para metade. O problema é que os níveis de CO2 subiram de cerca de 280ppm, para os quase 390ppm de hoje. Será que ele sabe que ppm quer dizer parte por milhão, o que quer dizer que uma variação de 110ppm é cerca de 0.011%!!! Ora, em vez de 20.95%, poderá ser 20.94%...

Será que isso é uma descida para um terço, ou para metade??? Em vez de andar a mandar bitaites por aí, Peter Tatchell devia voltar para os bancos da escola!

www.guardian.co.uk/commentisfree/2008/aug/13/carbonemissions.climatechange

sexta-feira, 2 de Outubro de 2009

Primeira derrota em Copenhaga

Tal como havia previsto, o regresso do Obama ao seu país deve servir para interiorizar na sua cabeça algumas verdades... Primeiro, que não é o Messias que muito dos seus seguidores pensam que é. Depois, as suas lindas palavras, não são consistentes com os seus actos. O facto de ter aparecido em Copenhaga e desaparecido logo de seguida, não cai obviamente bem no Comité Olímpico Internacional. Os outros esperaram, mas ele não? Depois, os Jogos Olímpicos de Atlanta ainda estão bem presentes nos seus membros do COI: porque haviam de repetir a escolha de uma cidade obscura Americana? Teve o resultado merecido: foi o primeiro a ser excluído!

Para nós portugueses, a escolha final não era fácil. Apesar de gostar de Madrid, aposto que os membros do COI sabem o que é Madrid no pico do Verão! E como já são várias as vezes perdedoras, a lista de membros do COI que fica a conhecer essa verdade vai aumentando... Também poderá ter pesado o facto de ser uma cidade dopada, o que não abona muito em seu favor, mas nas outras cidades não haverá estudos similares...

Parabéns aos nossos irmãos brasileiros! Dá gosto ouvir falar português numa conferência interncional, como está a acontecer neste preciso momento! Plantar árvores parece que passa a ser olimpicamente correcto. Para os restantes, especialmente Obama e Ishihara, é muito bem feita (o gozo que foi ouvir o Lula da Silva a gozar o Obama!) Pode até que o Obama pense duas vezes, antes de voltar a pousar solo dinamarquês, lá para Dezembro...

Actualização: A transmissão da Conferência de Imprensa de Lula de Silva está embebida abaixo. A partir dos 5:56 segue este discurso notável:
Hoje, alguns companheiros viram o avião do presidente Obama chegando a Copenhague, e a televisão mostrava o tempo inteiro e alguns companheiros no meu quarto falavam: “Ih, perdemos, o Obama chegou, ele vai ganhar”. Eu estava no G-20 com o Obama e convidei o Obama para vir aqui hoje e o Obama disse: “Não, eu não vou presidente Lula, porque vai a minha mulher e ela é melhor do que eu e ela vai ganhar porque mulher vai sensibilizar mais os homens”. Eu falei: Se você não for, eu vou ganhar, se você não for, eu vou ganhar. Ele veio e quis Deus que nós ganhássemos mesmo com a vinda dele aqui.

Actualização 2:Já foi calculada a pegada ecológica da viagem: o equivalente a 430 famílias americanas, durante um ano inteiro! Cálculos em www.examiner.com/x-25061-Climate-Change-Examiner~y2009m10d2-Calculating-the-carbon-footprint-of-President-Obamas-Olympics-trip

quinta-feira, 1 de Outubro de 2009

Fim do Mundo a partir de 2016

Ele há políticos que não têm qualquer noção do que estão a dizer. Shintaro Ishihara, governador de Tóquio, é concerteza um deles. A cidade de Tóquio concorre para as Olimpíadas de 2016, juntamente com as cidades de Madrid, Rio de Janeiro e Chicago. Nesse contexto, Ishihara afirmou que as Olimpíadas de 2016 seriam as últimas, devido à ameaça imediata do Aquecimento Global!

Qualquer político sabe que o sprint final pode ser decisivo. É que é amanhã que se decide a atribuição dos Jogos Olímpicos de 2016, e como é em Copenhaga, há que ter uma consciência ambiental na abordagem... Por isso, na perspectiva de Ishihara, é preciso arranjar medidas para que os Jogos Olímpicos perdurem por mais tempo! Por isso, o estádio Olímpico proposto para Tóquio é totalmente alimentado por energias renováveis, incluindo energia solar...

Mas os Japoneses não são os únicos malucos! Os nossos irmãos brasileiros andaram a plantar milhares de árvores para apagar pegadas ecológicas. Também não devem ir longe assim, mas mesmo assim prometem plantar 3 milhões de árvores até ao início dos Jogos, mas só se ficarem com eles, claro!

Mas, espera. Falta, o Obama! Esse não se preocupa aparentemente com a pegada, e leva dois "Air Force", o One e o Two, mais uma cambada de artilharia pesada... Nos EUA é actualmente o gozo total, mas a viagem de regresso será ainda mais interessante!

www.reuters.com/article/olympicsNews/idUSLU38985020090930
www.google.com/hostednews/afp/article/ALeqM5hDBTFyOWdVToGtDUQh1rOzwwsMXQ
www.foxnews.com/story/0,2933,558222,00.html